Dorival reencontra Santos buscando estabilidade no São Paulo

Tentando se estabilizar fora da zona de rebaixamento, o São Paulo enfrentará o Santos, neste sábado, às 17 horas (de Brasília), no Pacaembu, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clássico marca o reencontro do técnico Dorival Júnior com a sua ex-equipe, da qual foi demitido no início de junho, após derrota por 2 a 0 para o Corinthians.

“O São Paulo terá uma grande equipe pela frente, porque o Santos tem uma equipe aguda, que tem alguns jogadores que são incisivos e mortais em momentos importantes. Teremos de ter muitos cuidados e atenção redobrada. Temos de jogar em alto nível para que conquistemos um grande resultado”, disse o treinador, ciente das virtudes de seus ex-comandados.

Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, em setembro, Dorival garantiu que não deixou a Vila Belmiro brigado com membros da comissão técnica permanente do clube ou com jogadores. Na época de sua demissão, o Santos ocupava o 16º lugar, com três pontos ganhos em quatro jogos. Agora, liderado por Levir Culpi, o time figura na terceira posição, com 53 pontos, e briga pelo título.

Há quase quatro meses no novo clube, Dorival detém um aproveitamento de 48%, sendo sete vitórias, cinco empates e seis derrotas em 18 jogos. Como vem reiterando em entrevistas, o técnico vê evolução na equipe, que ostenta a sexta melhor campanha do returno do Brasileiro, com 18 pontos.

“A equipe vem tendo atuações regulares, seguras, muito consistentes. Acho que isso é o alcance de um equilíbrio. É o suficiente? Não, ainda não. Estamos naturalmente preocupados e esperançosos que encontremos um caminho ainda melhor daqui para frente”, avaliou o treinador.

Apesar da melhora na segunda metade do campeonato, o São Paulo segue brigando contra o rebaixamento. A oito rodadas do fim, o time ocupa o 14º lugar, com 37 pontos, apenas quatro acima da zona de descenso.

O que vem impedindo uma maior tranquilidade no Morumbi é a irregularidade da equipe, que, sob o comando de Dorival, ainda não alcançou uma série de duas vitórias consecutivas – foram sete tentativas sem sucesso. A próxima oportunidade é o San-São deste sábado, já que o Tricolor vem de triunfo por 2 a 0 sobre o Flamengo.

“Fizemos um grande jogo contra o Flamengo, mas foi apenas isso: um bom jogo, nada além. Estamos muito concentrados na partida desta semana. Acredito que cheguemos mais confiantes do que a rodada anterior. Porém, o nível de atenção e preparação ainda maior para que voltemos a ter uma boa atuação”, projetou.

Com contrato válido até o fim de 2018, Dorival Júnior não tenta estabilizar apenas o São Paulo. O treinador almeja terminar o ano prestigiado por torcida e diretoria para garantir sua permanência no ano que vem. Para isso, será crucial afugentar o perigo do rebaixamento o quanto antes.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*