Despedida é adiada, e dívida do São Paulo com Pacaembu pode aumentar

O que era para ser um período longe de casa se transformou em pesadelo para os cofres do São Paulo. Em quatro jogos, o clube desembolsou mais de R$ 1 milhão para jogar no Pacaembu e o prejuízo deve aumentar neste sábado, às 16h, contra o São Bernardo, pelo Campeonato Paulista. Pelo Dia da Mulher, são-paulinas não pagam ingresso.

Pelo Paulistão, o Tricolor já recebeu Água Santa, Rio Claro, Novorizontino e Mogi Mirim. Somada, a renda total das partidas foi de R$ 873.358,00 com bilheterias. Subtraídas as despesas, o clube ainda deve R$ 189.768,32 ao estádio. No total, mais de R$ 1 milhão de pagamento.

Em média, o Tricolor tem recebido 4.914 pagantes por jogo do Estadual e desembolsado R$ 267.781,50 para jogar longe do Morumbi. Estava previsto que a reforma no estádio terminaria antes do clássico contra o Palmeiras, dia 13, mas foi estendida até o fim deste mês. Com isso, serão, no mínimo, mais três jogos longe de casa.

Na tentativa de atrair mais torcedores ao Pacaembu, o clube fará neste sábado uma promoção para as torcedoras, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher – dia 8 de março, terça-feira. As são-paulinas não pagam ingresso para o Tobogã. As sócias do clube podem entrar mostrando apenas a carteirinha e um documento com foto nas catracas do estádio.

Os jogadores, quando questionados, tem colocado a culpa no próprio futebol do Tricolor para explicar a ausência de público no Pacaembu. Como foi o caso do volante Thiago Mendes, que falou sobre isso em sua coletiva de imprensa, ontem.

– Acho que é a falta de resultado. A torcida acaba ficando chateada e não comparece. Precisamos mostrar mais dentro de campo para eles voltarem a nos apoiar em peso – disse.

De fato, as apresentações abaixo do esperado do São Paulo têm decepcionado os fãs. As derrotas para Corinthians, no clássico em Itaquera, e para The Strongest (BOL), na Copa Libertadores, no Pacaembu, tiraram a paciência do são-paulino.

Sem o Morumbi à disposição e com a despedida do Pacaembu adiada por mais alguns jogos, o Tricolor precisa agir para que não deixe mais de R$ 2 milhões ao Pacaembu. O número deve ser atingindo caso a média de público não aumente nos próximos três jogos.

Mesmo com compromisso importante na próxima quarta-feira, contra o River Plate, na Argentina, o São Paulo terá força máxima em campo neste sábado, contra o Bernô. Até Lugano estará à espera dos são-paulinos…

Fonte: Lance

2 comentários em “Despedida é adiada, e dívida do São Paulo com Pacaembu pode aumentar

  1. Parabéns a todos… essa Diretoria é muito competente. Rodrigo Gaspar, vc tem razão. Só errou porque pediu desculpas e continuou sendo assessor do Leco, um incompetente. um aprendiz de feiticeiro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*