Denis poupa defensores de críticas e diz que foi seguro em jogo no México

O goleiro Denis defendeu a atuação de todo sistema defensivo do São Paulo mesmo com aderrota por 3 a 1 para o Toluca, na última quarta-feira, pelas oitavas de final da Libertadores. Para ele, em nenhum lance houve falha individual, por isso o momento não é de buscar culpados, mas de valorizar a classificação na competição continental.

– Não tem que colocar falha em ninguém. Os gols eram evitáveis, mas não temos que buscar culpados. Temos que frisar a classificação – disse o goleiro.

Criticado por parte da torcida são-paulino, o goleiro analisou a própria atuação. Em sua visão, mesmo com a altitude de 2600m, teve desempenho seguro.

– Nesse jogo a altitude foi tranquila. Em todas as bolas aéreas fui seguro e firme. O clima seco atrapalhou mais, os atletas disseram que foi mais difícil do que em La Paz, onde é mais úmido – explicou.

Expulso na partida contra o The Strongest, na última rodada da fase de grupos, Denis desfalcou o São Paulo na goleada sobre o Toluca, por 4 a 0, no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores. Nesta quarta, voltou à meta tricolor, mas não recuperou a faixa de capitão. Hudson foi o escolhido por Bauza.

Denis São Paulo Toluca Libertadores (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)O goleiro disse que teve segurança mesmo com a altitude de Toluca (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

– É o técnico quem decide. Quando fui expulso, eu coloquei a faixa de capitão no Hudson, depois o Bauza manteve. É uma escolha dele e eu respeito. Não é por causa disso que não vou continuar exercendo minha liderança. É natural pela filosofia do Bauza e agora com uma sequência vamos ver o que ele vai decidir – completou.

– Foi uma surpresa para mim, mas uma surpresa muito gratificante – comentou Hudson sobre o assunto.

Classificado às quartas de final da Libertadores, o São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira. O Tricolor enfrenta o Atlético-MG. Com pior campanha do que o adversário na primeira fase, faz o primeiro jogo no Morumbi.

 

Fonte: Globo Esporte

10 comentários em “Denis poupa defensores de críticas e diz que foi seguro em jogo no México

  1. Concordo com todos… o Dênis é fraco e não se justifica sua permanência como titular. Ele instável, inseguro, tem uma péssima reposição de bola e pior, lhe falta humildade para admitir seus defeitos. É um imã de gol dos adversários…

  2. Tenho a mesma impressão do que o João Domingos Custodio; quando a bola se aproxima da área são-paulina, parece que dá um “finiquito” no Denis que o deixa apavorado e sem saber a atitude que deve tomar (sair ou não para interceptar, por exemplo, um cruzamento; adiantar-se um pouco ou ficar debaixo das traves na hora de uma batida de falta pela lateral do campo); enfim, insegurança total demonstrada no campo, independentemente do que diz nas entrevistas…

  3. Falha sua chama gol, bola na pequena área vc tem q sair , depois coloca culpa nos outros as 3 bolas q foram no gol entraram ,,…. tchau renam já;;;;;

  4. Os(as) ,compressivos (as) com o Dênis até podem localizar quaisquer propostas na falta de confiança.
    Contudo será quase impossível seguir adiante só com o Dênis.
    Dênis, recupere sua forma e confiança, precisamos conquistar a Libertadores.
    Abcs
    Paulo…

  5. denis, ñao tem o q justificar suas grosserias nas bolas alcadas na area, o Maicon e mil vzs melhor e mais seguro q voce, so q e´zagueiro e dos bons, e vc um mal goleiro q sai mal do goll, repoem mal, e ainda gosta de fazer cera, e´jogador para timekos, jamais para um de ponta como o nosso, alem disso ñao transmite seguranca para ngm, ñao sei como Bauza, q poupo de criticas ate certo ponto ñao te saka do time, e saka a estrela maxima Ganso, ai fica tudo muito confuso, quando ñao e´kartola, e cabeca dura de DT q ñao consegue ver q o numero UM é uma mierda inconsequente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.