Denis fora, Renan no gol e Buffarini volante: o São Paulo de Pintado

Renan Ribeiro no gol, Buffarini como volante e Bruno na lateral direita do São Paulo. Esse será o desenho do time titular do Tricolor para enfrentar o Atlético-MG, domingo, no Independência. Foi essa a formação treinada por Pintado, interino nas duas rodadas finais do Brasileirão, na atividade desta quinta-feira. Renan, inclusive, também será o goleiro contra o Santa Cruz, na rodada final. A equipe treinada teve: Renan Ribeiro; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Wellington, Buffarini, David Neres, Cueva e Luiz Araújo; Chavez.

– Será o goleiro do São Paulo nos próximos dois jogos. Também por uma decisão da diretoria, de observação, de dar oportunidade para todos. Queremos fazer isso com Renan também – disse Pintado.

Campinho São Paulo Pintado (Foto: GloboEsporte.com)Time escalado por Pintado tem três novidades (Foto: GloboEsporte.com)

Thiago Mendes, com dores no púbis, não participou da atividade. Hudson foi liberado do treino para resolver problemas pessoais, e João Schmidt está suspenso. Assim, há mudanças no gol, entre os volantes e na lateral direita da equipe.

– Não tem milagre. Não vamos resolver tudo no domingo, mas não podemos ser um time apático. Isso não vai ser. Essa camisa tem um custo muito alto para vestir. Quem vestir no domingo vai ter de responder –  afirmou Pintado.

Em 2016, Renan fez dois jogos. O reserva de Denis estava insatisfeito por não receber chances e, mesmo com contrato até 2018, seu futuro era incerto para a próxima temporada.

Com a saída de Ricardo Gomes, a iminente contratação de Rogério Ceni como técnico e o possível reforço de Sidão, o cenário muda de figura. O Tricolor tem um acordo sobre as condições de compra do goleiro de 33 anos com o Audax, mas precisa acertar as questões contratuais com o atleta, emprestado ao Botafogo até dezembro. A intenção é assinar um vínculo por dois anos.

Denis treinou o tempo inteiro entre os reservas do São Paulo na atividade tática. Os suplentes foram: Denis, Lyanco, Lugano, Douglas e Matheus Reis; Lucão, Michel Bastos (Carlinhos), Robson, Daniel e Jean Carlos; Gilberto. O goleiro vinha sendo muito contestado pela torcida, assim como o ex-técnico Ricardo Gomes, e sofreu gol considerado defensável diante da Chapecoense, na derrota por 2 a 0. No total, ele fez 66 partidas nesta temporada.

Wellington Nem, reforço que só jogará em 2017, e João Schmidt, suspenso, treinaram separados do elenco. Também integraram essa atividade à parte Michel Bastos, fora dos planos para 2017, e Carlinhos, cuja relação custo-benefício é considerada ruim e pode sair. Os dois, no entanto, participaram de uma parte do treino tático.

 

Fonte: Globo Esporte

10 comentários em “Denis fora, Renan no gol e Buffarini volante: o São Paulo de Pintado

  1. O que o Pintado esta fazendo maioria dos sao paulinos ja teria feito se fosse treinador, nao sei pq nao foi feito isso com RG e outros antes, Denis jamais sera um reserva de luxo, a nao ser que jogue em times medianos e pequenos, sobre buffarini ja sabia-se que ele joga melhor no meio de campo e Bruno na lateral.
    Só quero ver se der certo, o ruim é que o Atletico – MG perdeu feio do Gremio entao eles vem com tudo para garantir uma vaga na libertadores pq copa do brasil ja era.

  2. Não faço parte do coro que quer Rogério Ceni treinador.Preferiria outro, pois não dá para saber como será Rogério sem experiência num clube em ebulição.Mas que é muito melhor ,mesmo “verde” que Ricardo Gomes, lá isso é. Tomara que Rogério não queira preservar Denis e aproveitar Reinaldo de novo.Precisamos de dois alas de qualidade, muito mais do que um goleiro.

  3. Denis ajudou muito o clube, evitando a queda p/ 2ª divisão.
    Obrigado Denis, Maicon e Rodrigo Caio.
    Pode dispensar ainda hj o Carlinhos…
    Migue Bastos qualquer troca serve. Luiz Araujo tem que correr mais em campo, ele fica muito parado e não pode um garoto se comportar assim.
    Renovar com Joao Schimidt é prioridade.

  4. Não se enganem: a medida visa poupar Denis. Ele precisa sair do São Paulo. O certo seria a diretoria tratar disso antes de anunciar o técnico. Mas não importa. No último jogo, ele precisa ser vaiado. Mesmo se estiver no banco.

  5. Finalmente!

    Para mim, o time do São Paulo tinha que ser este há algum tempo. A única mudança que eu faria seria a entrada de João Schmidt (suspenso) na vaga do Wellington (que ainda está retornando aos poucos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*