Decisivo nos últimos jogos, Osvaldo credita boa fase a Ney Franco

Um dos reforços contratados para a temporada 2012, o atacante Osvaldofinalmente teve a sequência que tanto esperava para deslanchar no São Paulo. As lesões sofridas por Luis Fabiano, as constantes convocações de Lucas para a seleção brasileira e a mudança de esquema tático adotado pelo técnico Ney Franco, que passou a montar a equipe no 4-3-3, beneficiaram o ex-jogador do Ceará, que tem sido um dos principais nomes da equipe nas últimas partidas.

Na vitória contra a Portuguesa, ele marcou um dos gols do triunfo por 3 a 1. Na sequência, repetiu a dose e garantiu os três pontos contra o Cruzeiro. Na última quarta, fez a jogada que originou o gol contra de Bermudez no empate por 1 a 1 com a LDU de Loja, pela Copa Sul-Americana.

– A fase está boa, estou aproveitando a chance que o professor Ney Franco me deu e espero que isso possa continuar nas próximas partidas. Vivo meu melhor momento no São Paulo. Sempre falei que precisava de uma sequência de jogos para conseguir mostrar o meu futebol. Tive uma lesão que me atrapalhou um pouco, mas agora as coisas estão dando certo – comemorou o jogador.

Osvaldo não tinha espaço com o ex-técnico Emerson Leão, que chegou a deixá-lo fora da lista de relacionados de algumas partidas. Com Ney Franco, tudo mudou.

– Jogador precisa ter confiança para atuar bem e mostrar o que sabe. Desde o início, o professor Ney tem me ajudado. Ele conversa bastante comigo, sem dúvida isso foi fundamental no meu crescimento.

Apesar do desgaste proporcionado pela viagem até o Equador, Osvaldo nem pensa em ficar fora da partida de domingo, contra o Coritiba, pelo Campeonato Brasileiro.

– Quero ajudar a equipe. O segredo será descansar bastante porque no sábado já tem viagem de novo. O Coritiba está perto da zona de perigo e virá com tudo atrás da vitória. Domingo será uma batalha – finalizou.

Fonte: Globo Esporte – Foto: Vipcomm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*