De volta ao Palestra, Hudson projeta Choque-Rei diferente para o São Paulo

O único Choque-Rei já disputado em 2015 terminou com vitória por 3 a 0 para o Palmeiras e gritos de “olé” destinados ao São Paulo de Muricy Ramalho, que ainda perdeu Rafael Toloi e Michel Bastos por expulsão. Às vésperas de mais um clássico contra o Alviverde, novamente no Palestra Itália, o volante Hudson prometeu uma partida diferente da disputada na noite de 25 de março.

“Naquele jogo, a gente começou perdendo muito rápido (o Palmeiras abriu o placar com Robinho logo aos dois minutos), e tivemos a expulsão do Toloi logo em seguida. A gente sabia da dificuldade que seria jogar no Palestra Itália, e ainda tivemos esses dois fatores jogando contra que dificultaram ainda mais, o gol cedo e a expulsão, que nos obrigaram a correr atrás o tempo todo”, avaliou Hudson em entrevista ao Sportv.

O meio-campista, no entanto, crê em um desenrolar diferente no clássico que acontece neste domingo, às 16 horas (de Brasília). “O jogo de domingo vai ser diferente. O São Paulo vem em uma boa fase, em uma crescente, e a partida vai ser muito diferente daquela”, garantiu.

Além do inevitável clima de revanche pela derrota sofrida diante do Verdão no Campeonato Paulista, Hudson também destacou a necessidade de recuperar os dois pontos perdidos no empate tardio com o Avaí, no último sábado.

“Com certeza precisamos buscar isso. A gente vai pensando na vitória para apagar tanto aquele último jogo contra o Palmeiras no Palestra, quanto para retomar os pontos que perdemos contra o Avaí”, reiterou. O empate em 1 a 1 contra os catarinenses foi consumado aos 44 do segundo tempo, quando André Lima aproveitou bobeada da marcação são-paulina e arrancou um ponto do Morumbi.

Questionado sobre as saídas de Rodrigo Caio, Denilson e Paulo Miranda, negociados para o exterior, Hudson demonstrou certa preocupação, destacando a necessidade de um elenco competitivo para almejar o sétimo título tricolor no Campeonato Brasileiro.

“O Brasileiro é um Campeonato que exige que qualquer equipe tenha um bom plantel se quiser ser campeã. O São Paulo sempre teve isso quando foi campeão, um plantel grande com bons jogadores e boas peças de reposição. A gente vai ter que repor agora a saída do Caio, do Denilson e do Paulo Miranda, para que o time não sinta”, concluiu.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Na ocasião, Hudson ficou responsável pela marcação sobre Robinho, autor do primeiro gol do Palmeiras
Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.