Cuca pede desculpa aos jogadores por ter falado em reformulação no elenco

A programação inicial no São Paulo, nesta sexta-feira, era de só os 15 minutos iniciais do treino abertos à imprensa e nenhum entrevista coletiva. Mas Cuca acabou falando com os jornalistas logo depois de se reunir com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e o diretor executivo de futebol Raí. E pediu desculpas públicas ao elenco depois de dizer, logo após a eliminação na Copa do Brasil, que alguns jogadores já sabem que deixarão o clube.

– Foi na tentativa de mostrar que tem planejamento, e ele segue. Mas reconheço que foi no momento errado. De forma indireta, mesmo sem querer, acaba expondo algum jogador. Peço desculpas aos jogadores que se sentiram ofendidos. Não era esse o intuito, de forma alguma. Era para proteger, mostrar que tem planejamento, não expor – justificou o treinador.

– Eu, experiente, errei. Em entrevista coletiva, não gosto de ficar fugindo de perguntas, e falei algo de ordem interna e errado. Foi um erro meu, sem dúvida nenhuma. Não agrega nada externar as nossas ideias. Até para os próprios jogadores já pedi desculpa. Como não nominei ninguém, não citarei nomes aqui. Mas, quem se sentiu ofendido, que tenha as minhas desculpas.

O pedido de desculpas foi feito em conversa, que durou cerca de dez minutos, com todo o elenco no gramado do CT da Barra Funda, antes do treino desta sexta-feira, o primeiro na capital paulista depois da derrota para o Bahia, em Salvador. Foi a segunda para o time nordestino, causando a precoce saída da Copa do Brasil, e a terceira consecutiva, considerando a vitória por 1 a 0 do Corinthians no domingo, em Itaquera.

No papo com os atletas, outros temas abordados foram o protesto que a torcida programou para a manhã deste sábado, em frente ao centro de treinamento. E o foco na recuperação já neste domingo, às 16h, no Pacaembu, contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Cuca foi repreendido por Raí pela exposição do elenco depois da eliminação na Bahia. Parece que aprendeu a lição. Nesta sexta-feira, chegou a ser questionado sobre a busca por um centroavante enquanto Pablo não tem condições físicas de entrar em campo. E preferiu se esquivar.

– Todos aqui somos muito transparentes, claros e honestos. (Gerente executivo Alexandre) Pássaro, Raí, eu, (coordenador técnico Vagner) Mancini, o presidente. Mas agora não é hora de falar. Daqui 45 horas, tem o jogo. Precisamos trabalhar internamente. Já fiz besteira de falar antes, agora não vou fazer outra – falou Cuca, em raro momento de riso na entrevista desta sexta.

Promessa

Cuca diz acreditar na possibilidade de o São Paulo ser campeão do Campeonato Brasileiro. Em meio à crise pela eliminação da Copa do Brasil para o Bahia, o técnico lembrou que o time está em formação.

– Ser campeão aqui é o que mais quero, mas temos que ter calma. Deixar as coisas fluírem naturalmente. É um time jovem e novo. Foram peças trazidas recentemente, requer um tempo para essa engrenagem funcionar – disse Cuca.

Com 11 pontos na quarta posição, o São Paulo agora tem apenas o Brasileirão para se concentrar até o fim da temporada. O time está a dois pontos do líder Palmeiras (a vitória do rival alviverde sobre o Botafogo está temporariamente suspensa pelo STJD). Questionado sobre se uma vaga na Copa Libertadores seria um título, Cuca disse:

– A vaga da Libertadores começa pelo primeiro, vamos pensar. Podemos pensar em ser campeões. Tenho que ter a grandeza de pensar, mesmo em um momento ruim. Quando você não tem mais condição de ser campeão, é uma coisa. Mas todos têm – afirmou o treinador.

Sobre o momento conturbado do time, Cuca disse:

– É um conjunto. Se você está em dia, é campeão da Libertadores, vai ter uma gordura para queimar. Hoje não tem esse entendimento porque não tem tido conquistas, e o torcedor tem toda a razão. Estamos em dívida com eles, eu estou e vou pagar.

A crise no São Paulo rendeu pichações no Morumbi, confusão no desembarque e protesto agendado para este sábado, no CT da Barra Funda. Cuca disse entender o sentimento do torcedor tricolor, mas fez um pedido para domingo, quando o time enfrentará o Cruzeiro, no Pacaembu.

– Já participei disso em muitos clubes. É o outro lado. Um mês atrás estávamos no Morumbi com todos nos incentivando para a final (do Paulistão). Agora é o outro lado contrário, lado o qual nós nos pusemos. Torcedor tem todo direito e razão – disse.

– Eu quero passar uma mensagem para o torcedor, eles têm todo o direito, porém não estamos de braços cruzados. Nós vamos trabalhar. Não percam a confiança. O resultado vai vir. É normal, em um campeonato, um time passar um tempo instável. O que ganha é o que passa por um menor tempo essa instabilidade – disse.

– Graças a Deus temos uma oportunidade no domingo de cortar essa mal momento que a gente vive. Nós ficamos mais fracos sem o torcedor. Que venha, proteste. Sou sempre favorável ao diálogo. Mas domingo não pode protestar. Tem que apoiar para termos uma chance maior de vencer – completou.

Fonte: Lance

8 comentários em “Cuca pede desculpa aos jogadores por ter falado em reformulação no elenco

  1. Como é difícil ter gente qualificada pra ser gestor. Você observa a torcida e fica pensando, toda vez esse pessoal chega na mesma conclusão apesar de que demitir treinador não resolveu problema nenhum nos últimos 10 anos. O cuca é profissional de ponta, vale apostar nele a longo prazo. Primeira coisa que o São Paulo tem que fazer é parar de escutar torcida pra tomar decisão. Temos aí Pato, Hernanes e o próprio Lugano como provas de que torcida não entende absolutamente nada. Passional só serve pra cornetar é dar palpite errado. Raí deveria sair hoje e Muricy entrar no cargo de diretor de futebol. Eu garanto que primeira atitude de Muricy seria bancar o Cuca.

    • Cuca chegou com um elenco já formado. Teve que engolir a contratação do Pato pra acalmar a torcida que só da palpite errado e ainda por cima tem uma série de jogadores fazendo hora extra no elenco e que minam o ambiente. Isso daí ninguém vê não. Mancini estaria na mesma situação hoje. O São Paulo chegou na final do paulista jogando um futebolzinho pífio, mas lá vamos nós novamente cumprir nosso roteiro anual de trocar técnico igual troca de roupa pra arrefecer o animo da torcida.

  2. Sério. Já perdeu o vestiário. Só se desculpou depois de uma ordem. Demitam esse traste. A contratação dele deu errado. Liga para o Aguirre, pede desculpas, admite a cagada publicamente e treina nesse recesso. Cuca acabou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.