Com Thiago Mendes e Petros, Cícero pode perder espaço no São Paulo

Uma das contratações mais comemorados pelo técnico Rogério Ceni no início do ano do São Paulo foi a do volante Cícero, que deixou o Fluminense para assinar por duas temporadas com a equipe do Morumbi.

Por causa da capacidade do meio-campista de atuar em várias posições, o treinador disse na época que ele se encaixava dentro do que planejamento tricolor. Só que, seis meses depois, o jogador não justificou a contratação.

Apesar da confiança de Ceni, Cícero é o titular mais questionado pelos torcedores nas redes sociais.

A situação pode se complicar para o jogador nas próximas partidas, já que Thiago Mendes retornou de lesão e o clube fechou a contratação de Petros, que joga na mesma posição. Além disso, tem negociação avançada com Matheus Jesus, também volante, que atua na Ponte Preta. Ou seja, a concorrência vai aumentar bastante. E isso pode fazer Rogério Ceni buscar novas alternativas para montar o seu meio-campo.

Erros na marcação e pouca presença ofensiva

Os números mostram como o treinador confia em Cícero. Contando a partida contra o Atlético-PR, o São Paulo disputou 35 partidas em 2017. E o camisa 8 esteve presente em 30 delas. É o segundo que mais atuou na temporada, só perdendo para Junior Tavares, que jogou 33 vezes. Mas, ao analisarmos o desempenho do atleta, percebe-se que está bem abaixo dos seus melhores momentos.

Cícero é uma peça que rende melhor como terceiro homem de meio-campo. Com Rogério Ceni, tem atuado como volante no esquema 3-4-3. Para dar certo, precisa ir ao ataque e voltar para marcar com a mesma eficiência. E aí que está o problema. Defensivamente, ele não consegue dar o combate com a mesma qualidade que Jucilei, que acaba ficando sobrecarregado.

Além disso, quem acompanha a carreira do atleta, sabe que ele tem boa chegada ao ataque, seja em chutes de fora da área, seja no jogo aéreo. Só que no São Paulo isso praticamente não é visto. Seu melhor momento foi na partida contra o PSTC, pela Copa do Brasil, quando marcou três vezes: um de cabeça dentro da área, um tabelando, entrando na área para receber e batendo na saída do goleiro e outro em chute de fora da área – veja no vídeo acima um dos gols.

Duelo contra rival que ajuda a pagar os salários

No domingo, o São Paulo enfrentará o Fluminense, no estádio do Morumbi, em jogo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Cícero terá o ex-time pela frente. Vale ressaltar a curiosidade: o tricolor carioca ainda é responsável pelo pagamento de 30% dos vencimentos do atleta, já que ele tinha contrato até o final de 2018. O vínculo dele com a equipe do Morumbi é pelo mesmo período.

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Com Thiago Mendes e Petros, Cícero pode perder espaço no São Paulo

  1. Tenho minhas dúvidas se o Cícero vai pro banco. Lembrem-se que o treinador comemorou a chegada do amigo porque ele é polivalente ( joga mal em qualquer posição). Sendo assim, acredito que o amigo vai acabar achando um lugar para colocá-lo nos jogos. Assim como faz com o Nem…

  2. “Cícero pode perder espaço”? Deve! Petros titular, Thiago Mendes reserva na posição de 2º volante – Cueva e Jhonatan Gomes, titulares na meia, Thomas, Shaylon e Lucas Fernandes como reservas. Chega de Cícero! Basta! (Ou seria Bosta?)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*