Com prioridade, São Paulo descarta pagar 9 milhões de euros por Pato

O futuro de Alexandre Pato voltou à tona nesta terça-feira após o interesse da Lazio pelo jogador. Ao saber da sondagem, o São Paulo afirmou que não está disposto a desembolsar 9 milhões de euros (R$ 31,4 milhões) para cobrir o valor que o time italiano estaria disposto a pagar ao Corinthians pelo atacante de 25 anos. O atleta está emprestado ao time tricolor até o fim deste ano.

O interesse do time italiano por Pato ainda não havia chegado ao conhecimento do São Paulo, que tem prioridade na compra do jogador. Indagado sobre o caso, o clube considerou o valor fora da realidade. As cifras, segundo fontes ligadas à diretoria, não cabem no orçamento são-paulino.

Além disso, o clube entende que não teria sentido vender Rodrigo Caio ao Valencia por R$ 43,7 milhões e usar mais de 70% do montante na permanência de Pato. O São Paulo também embolsará R$ 10,9 milhões pelo volante Denilson e R$ 3,8 milhões pelo zagueiro Paulo Miranda. Nem com essas receitas extras, porém, o clube cogita investir R$ 31,4 milhões para ter Pato em definitivo.

Outro fator é determinante: o São Paulo, em caso de compra dos 60% dos direitos econômicos de Pato, teria de arcar com todo o salário do atleta. Hoje, o clube desembolsa R$ 400 mil, mesmo valor do Corinthians. Com vencimento de R$ 800 mil, o atacante estaria fora da política atual — o São Paulo tenta diminuir a folha de pagamento.

Pato foi emprestado ao Corinthians em fevereiro do ano passado. O contrato prevê a que o atacante pode ser negociado a qualquer momento com outro clube, desde que o Corinthians receba uma proposta de pelo menos 10 milhões de euros pelo jogador (o valor inicial era de 15 milhões de euros e foi reduzido em janeiro deste ano).

Uma cláusula prevê o rompimento do empréstimo em caso de oferta de 10 milhões de euros. Se houver proposta inferior a esse valor, os dois clubes têm de avaliar a possibilidade de negociá-lo. No acordo, o São Paulo tem direito de cobrir ofertas para comprar o jogador.

Na semana passada, Pato tentou rescindir o contrato com o Corinthians. O atacante entrou na Justiça contra o clube, alegando dez meses de atrasos nos direitos de imagem. O São Paulo, por sua vez, devia três meses — ambos os clubes acertaram os débitos.

O pedido, no entanto, foi indeferido pelo juiz André Eduardo Dorster Araújo, da 61ª Vara do Trabalho. O caso será julgado no dia 3 de setembro. Nesta data, entretanto, a janela de transferência para a Europa estará fechada.

Pato já entrou em campo 66 vezes com a camisa do São Paulo. O atacante marcou 25 gols, com média de 0,38. No Corinthians, o jogador balançou as redes em 17 oportunidades, em um total de 62 partidas (média de 0,27 gol por confronto).

 

Fonte: Uol

5 comentários em “Com prioridade, São Paulo descarta pagar 9 milhões de euros por Pato

  1. Perguntem pra Lazio se por acaso ela não quer ficar com mais um “penoso”, e quem sabe o Ganso vai junto. Isto sim seria uma grande tacada e a resolução dos problemas financeiros do clube…

  2. O problema do Pato nao é só o valor que ele ganha e vale, o problema é que nao esta jogando nada, nem para ganhar 10 mil por mes, esse outro jogador que ja era, nao ficara no time.

    • Vá com Deus…. só temos que arrumar outro atacante. O LF não aguenta jogar o ano todo e também não tá bem.

      “cara de areia mijada” hahahahaha

Deixe uma resposta para Paulo RP Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.