Com concorrência, Rodrigo Caio se preocupa em “não dar brecha”

Eleito titular do meio-campo são-paulino pouco antes da pausa pela Copa das Confederações, Rodrigo Caio entende que não tem posição garantida e se mostra consciente de que, no retorno aos trabalhos, terá que continuar mostrando serviço ao técnico Ney Franco.

“A briga por uma vaga no time sempre vai haver, com respeito pelo companheiro. Ao mesmo tempo em que estou jogando, sei que quem disputa posição comigo tem qualidade e, assim, não posso dar brecha”, diz o jogador.

Na teoria, Wellington é quem perdeu vaga. O antigo titular está em baixa com o treinador, mas foi tido por muitos como uma das peças importantes na arrancada do segundo semestre de 2012, que culminou com o título da Copa Sul-americana e da classificação para a Libertadores através do Campeonato Brasileiro.

Quem tem jogado ao lado de Rodrigo Caio é Denilson, considerado por Ney Franco como um dos melhores volantes do futebol brasileiro e que acaba de estender contrato até o final de 2017. A coincidência é que os três são formados nas divisões de base do clube.

“Desde cedo aprendemos a amar o clube e isso é um dos diferenciais dos jogadores revelados aqui. O São Paulo está certo em apostar em atletas formados em Cotia”, opina Denilson, nos últimos dias de folga antes da reapresentação, marcada para segunda-feira.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.