Chavez revela críticas de Buffarini ao avião da Chapecoense

O lateral direito do São Paulo, Julio Buffarini, disse ao companheiro de equipe e compatriota Andres Chavez que o avião que levava a delegação da Chapecoensepara Medellín “não estava nas melhores condições”. Buffarini foi passageiro da aeronave no início de novembro, quando a seleção da Argentina viajou ao Brasil para o clássico vencido por 3 a 0 pelo time canarinho, no Mineirão, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018.

De folga até a próxima segunda-feira – o Tricolor ganhou cinco dias de folga e se reapresenta na tarde da próxima terça -, Chavez visitou os ex-companheiros de Boca Juniors nesta quinta. Na Casa Amarela, sede do clube de Buenos Aires, o atacante concedeu entrevista coletiva aos jornalistas, para os quais revelou as críticas de Buffarini ao modelo Avro RJ85, que caiu em uma área de selva nas proximidades de Medellín, na madrugada da última terça-feira, vitimando 71 pessoas, sendo 19 jogadores da Chapecoense.

“A seleção viajou naquele avião. Falei com Buffa e me disse que a partir daquele momento foi dito que o avião não estava nas melhores condições”, contou Chavez, afirmando que teve medo de embarcar para seu país natal.

“No Brasil se viaja muito. Tive medo agora de vir para a Argentina. Essas coisas passam na cabeça antes de o avião decolar. É lamentável porque são rapazes jovens, foi a primeira equipe que enfrentei no Brasil (empate por 2 a 2)”, disse o camisa 9 do Tricolor, lamentando a morte do ex-companheiro de São Paulo Mateus Caramelo, que estava emprestado à Chapecoense desde agosto.

“Tinha um companheiro que estava quando cheguei ao São Paulo, depois foi à Chapecoense, que é o Caramelo, que tinha apenas 22 anos. Tudo muito triste”, acrescentou.

Chavez ainda comentou o clima de consternação que tomou conta do Brasil em função da tragédia. A agremiação de Santa Catarina enfrentaria o Atlético Nacional na última quarta-feira, pela primeira final da Copa Sul-Americana. No horário da partida, os torcedores da equipe colombiana lotaram o estádio Atanasio Girardot e fizeram uma bela homenagem às vítimas do acidente.

“Era uma equipe pequena, e todo o Brasil estava feliz. Eles estavam equiparados ao Palmeiras, que estava a ponto de ser campeão do Brasileirão, e quando a Chapecoense passou pelo San Lorenzo, todo mundo no Brasil estava contente, falando muito da Chapecoense e do Palmeiras. Era algo muito lindo, algo histórico para o clube. E os brasileiros agora estão com muita emoção, estavam acompanhando tudo, e por isso impactou muito. Um clube pequeno, jovem, vivendo um momento único, e agora infelizmente ocorreu isso”, lamentou.

Com oito gols marcados em 22 partidas pelo São Paulo, Andres Chavez pertence ao Boca Juniors e está emprestado ao time do Morumbi até julho de 2017. O atacante admitiu ter o clube argentino ainda em seus projetos futuros.

“Sempre penso em voltar, mas tenho contrato com o clube, estou emprestado. Hoje estou lá, tentando fazer o melhor. E óbvio que se for para eu voltar, farei o melhor para esse clube, de que todos sabem que eu sou torcedor”, concluiu.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*