Ceni lamenta azar em primeiro gol sofrido: “Ali, a gente balançou”

Para o capitão do São Paulo, sua equipe teve azar na goleada sofrida para o Palmeiras, neste domingo. Rogério Ceni lembrou que o primeiro dos quatro gols marcados pelo adversário no Palestra Itália foi resultado de uma infelicidade, já que o arremate de Leandro Pereira desviou no meio do caminho e o enganou.

“Uma jogada em que faltou atenção. Tem que ter um homem na meia-lua quando vem cruzamento. Demos azar. Eu ia pegar a bola com tranquilidade, mas ela desviou no Souza. Ali, a gente balançou”, disse o goleiro, sobre o lance ocorrido aos 31 minutos do primeiro tempo. “O Palmeiras também foi muito superior na bola parada”, opinou.

Foi de bola parada o segundo gol palmeirense, nove minutos depois de aberto o placar. Após cobrança de escanteio, Victor Ramos cabeceou a bola para a rede. Pouco antes, também em escanteio, o zagueiro havia acertado o travessão.

O azar, na opinião de Ceni, comprometeu o bom jogo que fazia o São Paulo até então, também na opinião do goleiro. “Tínhamos tido uma chance com o Pato, um chute que pegou na trave, uma boa chance com o Michel também…”, recordou, elogiando ainda a tentativa de atacar no segundo tempo, quando saíram os outros dois gols, marcados pelos atacantes Rafael Marques e Cristaldo, depois de cruzamentos do lateral esquerdo Egídio.

“Em momento algum, nosso time deixou de tentar jogar, até mesmo com os zagueiros. O Palmeiras contragolpeou bem. O Egídio foi o melhor jogador em campo hoje, inspirado nas assistências. Nos contragolpes, o Palmeiras conseguiu fazer os gols. No final, com 4 a 0, o time acabou ficando um pouco fora de posicionamento, é natural se arriscar mais”, lamentou.

O resultado impediu o São Paulo de retomar a liderança do Campeonato Brasileiro. O time iniciou e terminou a rodada com 17 pontos (agora dois a menos do que o Sport), agora em terceiro lugar. Na quarta-feira, visita o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Ceni lamenta azar em primeiro gol sofrido: “Ali, a gente balançou”

  1. Nao foi azar nao, foi competencia e sorte, nosso time nao tem competencia e nem sorte, e sempre falei essas 2 coisas caminham junto quando isso acontece dificilmente vc perde.
    volto a repetir vc ja deveria ter parado, seus reflexos nao sao os mesmos, vc nao sai do gol, area pequena é sua e nao dos zagueiros fracos que temos, que adianta tanta experiencia se nem para isso presta para sair do gol na area pequena quando vc tem uma zaga fraca.

Deixe uma resposta para Anderson Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.