Ceni elogia Gilberto e festeja concorrência no ataque do São Paulo

Considerado a última opção de Rogério Ceni para o ataque do São Paulo no início da temporada, Gilberto recebeu elogios do técnico depois de marcar três gols na goleada de 5 a 2 sobre a Ponte Preta no domingo. Além disso, o centroavante havia marcado o tento da classificação na Copa do Brasil diante do Moto Club na última quinta-feira.

“Eu tinha só três atacantes. O Gilberto e o Araújo, que começaram jogando, e o Neiton no banco”, disse Ceni, referindo-se ao desfalque de Andres Chavez por desgaste muscular. “Não tinha muito por onde mexer, mas o Gilberto me surpreendeu por aguentar (os 90 minutos), o gol também vai animando a pessoa”, acrescentou.

Gilberto marcou três dos cinco gols da vitória tricolor sobre a Ponte Preta (Sérgio Barzaghi/Gazeta Press)
Gilberto marcou três dos cinco gols da vitória tricolor sobre a Ponte Preta (Sérgio Barzaghi/Gazeta Press)

Após ser atendido pela diretoria ao receber Lucas Pratto como reforço, o técnico são-paulino prevê uma disputa por posição mais acirrada no setor ofensivo. Em sua análise, a concorrência ajudará a equipe a se fortalecer na temporada, apesar de ter de lidar com a insatisfação daqueles que amargarão o banco de reservas.

“Agora, com a chegada do Pratto, a gente ganha mais uma opção, e aguardamos o Wellington Nem para todo mundo ficar bravo com o treinador porque só dois ou três jogam”, afirmou.

“Eu sempre acho muito importante o estímulo, a competitividade, a concorrência. Temos o Chavez, o Gilberto e agora o Pratto. Assim como no gol tínhamos Denis, Renan e chegou o Sidão. Tudo que estimula a concorrência eleva o nível do time”, avaliou o treinador.

Destaque na vitória tricolor, Gilberto atribui o momento goleador à “boa pré-temporada” que começou em 4 de janeiro e prevê uma disputa sadia entre os atacantes.

“Foi muito especial. Vinha falando que fazia tempo que não tinha boa pré-temporada, o que me deu boa estrutura para trabalhar bem e me motivar. Rogério me deu muito moral, o Pintado também. Aos poucos, consegui meu espaço e esses três gols foram muito importantes para mim”, comemorou o camisa 17.

“O Pratto é um cara de seleção argentina, estou buscando meu espaço. Fico feliz por ele. Quem jogar vai querer ajudar o São Paulo”, analisou Gilberto.

Para o próximo compromisso do São Paulo, o clássico contra o Santos, na quarta-feira, na Vila Belmiro, Rogério Ceni espera contar com Pratto, que aguarda apenas a sua regularização. Já o volante Jucilei deve demorar um pouco mais para fazer sua primeira partida com a camisa tricolor por ainda não estar em condições físicas ideais.

“Tem o Jucilei, que não sei em que em situação física ele está. Diferente do Pratto, que assim que o jurídico liberar, ele está apto aos jogos. O Jucilei a gente aguarda o departamento físico. E aí a gente começa a criar uma melhor expectativa para o time”, concluiu Ceni.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*