Cartola ignora pressão e se diz “satisfeitíssimo” com Ney Franco

O São Paulo está ameaçado na Copa Libertadores, Ney Franco foi chamado de “burro” e o próprio presidente Juvenal Juvêncio já falou sobre a crise. Para João Paulo de Jesus Lopes, no entanto, o treinador está prestigiado e nunca foi ameaçado no cargo.

“[A direção] está satisfeitíssima com o treinador. Não tem nenhum reparo a ser feito”, disse o vice-presidente de futebol, que disse discordar das vaias ao treinador. “Não as considero normais na medida em que não as considero justas. Mas eu defendo o direito de que sejam feitas, desde que sejam dentro de um ambiente pacífico”, completou.

A declaração destoa do clima são-paulino desde a última quinta, quando o São Paulo perdeu por 2 a 1 do Arsenal de Sarandí. A derrota deixou o clube em situação delicada na Libertadores, e dependendo de vitórias nas partidas que lhe restam no torneio para evitar uma queda precoce.

Além disso, Ney Franco tem dificuldade para lidar com seu grupo de jogadores. Publicamente, Ganso e Lúcio manifestaram insatisfação ao serem substituídos. As atitudes irritaram o técnico, que reuniu o grupo e avisou que não tolerará novos atos de indisciplina.

Ney Franco foi o principal alvo da torcida, que protestou durante a vitória contra o Oeste no último domingo, chamou o comandante tricolor de “burro” e disse que a Libertadores virou “obrigação”. O técnico mostrou que sentiu a pressão, e se disse exposto pelo atual momento do clube. Ele evita, no entanto, qualquer rusga com a direção.

“Eu tive uma conversa muito boa com o Juvenal. O presidente e a diretoria estão torcendo muito para que o trabalho dê resultado, que a gente consiga passar por esses momentos. Estamos trabalhando internamente com a possibilidade de sermos campeões, tanto da Libertadores como do Paulista”, disse Ney Franco.

Juvenal atesta a confiança em seu discurso, mas prevê tempos difíceis para seu treinador. “Eu apanhei muito nos últimos tempos com mudanças. Quando escolhi Ney, não foi assim. Ele veio bem, foi bem aceito. Por isso, não vou mudar, mas já avisei que ele vai apanhar da mídia. Falei com ele que a mídia vai provocar e bater nele”, disse o presidente, na última sexta.

 

Fonte: Uol

4 comentários em “Cartola ignora pressão e se diz “satisfeitíssimo” com Ney Franco

  1. O Ney Franco já era. O grupo quer a sua saída e está estampado na liderança esta situação. Alguma coisa aconteceu para esta virada nos jogadores com o treinador.

  2. Não as considera justas???O q seria justo então,esperar o time ser eliminado???Depois disso ñ adianta vaiar,pois a m…já vai estar feita…O time ñ vem jogando p…nenhuma e vc vem dizer q ñ é justo???Ahh vá fazer outro de palhaço mas ñ a torcida q se associa e paga ingresso p ver esse futebol ridículo q o time vem apresentando…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*