Carrasco e vilão: a rotina bipolar de Luis Fabiano com a camisa do Tricolor

A expressão “do céu ao inferno” pode até ser clichê. Mas não para Luis Fabiano. No caso dele é rotina. O Majestoso de quarta-feira deixou isso ainda mais evidente. Na mesma noite em que fez do Corinthians sua maior vítima com a camisa do São Paulo, o atacante foi expulso pela 15ª vez. Só pelo Tricolor. Indisciplina e gols caminham lado a lado na trajetória do Fabuloso.

Para ser ter noção do impacto de mais um cartão vermelho no currículo do atacante, é importante lembrar da cronologia da partida. O São Paulo já vencia o Corinthians por 2 a 0 e garantia assim a classificação às oitavas de final da Taça Libertadores. O primeiro gol do Tricolor, aliás, foi de Luis Fabiano. Ele abriu o placar aos 31 minutos do primeiro tempo – Michel Bastos fez o outro.

Não foi um simples gol. Foi o primeiro do São Paulo em clássicos na temporada. Gol que abria o caminho para uma suada classificação. Gol que fazia do Corinthians a maior vítima do Fabuloso. São nove contra o rival alvinegro. Nove. O mesmo número que o atacante carrega às costas e ajuda a caracterizá-lo ainda mais como artilheiro nato – o Vasco também já sofreu nove gols.

Os gols de Luis Fabiano no Corinthians (Foto: Reprodução)

Só que em apenas dois minutos (dos sete aos nove do segundo tempo), Luis Fabiano manchou sua noite de herói. Expulso infantilmente, o atacante chegou a 15 cartões vermelhos. Todos eles pelo São Paulo. A última delas, no ano passado, em partida contra o chileno Huachipato, pela Copa Sul-Americana, rendeu pesada multa da diretoria e um gancho da Conmebol.

Luis Fabiano expulso (Foto: Marcos Ribolli)Luis Fabiano leva cartão vermelho depois de simular ter levado tapa no rosto. Ele já tinha amarelo (Foto: Marcos Ribolli)

Contra o Corinthians, a expulsão de Luis Fabiano foi infantil. Primeiro, aos sete da etapa final, ele levou cartão amarelo por reclamação. Algo também corriqueiro em sua carreira. Dois minutos depois, ele simulou ter levado um tapa no rosto após tentativa de agressão de Stiven Mendoza, levou o segundo amarelo e consequentemente o vermelho. O corintiano também foi expulso.

Veja aqui o histórico anterior de expulsões de Luis Fabiano.

Apesar disso, a torcida do São Paulo ovacionou o atacante enquanto ele saía lentamente do campo para o vestiário. O atacante deixou o Morumbi sem dar entrevistas.

As expulsões de Luis Fabiano no São Paulo (Foto: Reprodução)
Fonte: Globo Esporte

 

Um comentário em “Carrasco e vilão: a rotina bipolar de Luis Fabiano com a camisa do Tricolor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*