Calleri pega um jogo de suspensão e voltará contra o Toluca, no México

O atacante Jonathan Calleri pegou apenas um jogo de suspensão pela expulsão na partida contra o Strongest, semana passada, em La Paz, ainda pela fase de grupos da Taça Libertadores. Com a decisão desta quinta-feira do Comitê Disciplinar da Conmebol, o jogador estará à disposição do Tricolor para o segundo confronto das oitavas de final, diante do Toluca, quarta que vem, no México.

Os argumentos usados pela defesa do São Paulo foram de que a expulsão de Calleri foi injusta. Nas imagens da televisão e em fotos é possível ver o argentino sendo agredido. O motivo do cartão vermelho é por xingamentos a jogadores do The Strongest, segundo relatado pelo árbitro chileno Roberto Tobar no informe da partida. O Tricolor contestou essa versão, e o próprio atacante negou as ofensas.

De acordo com o documento que deu origem ao procedimento disciplinar de Calleri, o argentino não foi enquadrado em artigo de agressão. Por isso,  era improvável que o tribunal aumentasse a pena de um para três jogos.

O Tribunal Disciplinar da Conmebol é presidido por Caio Rocha, que não participou do caso por ser brasileiro, mesmo caso do boliviano Alberto Lozada. Completaram o tribunal Adrián Leiza Zunino (uruguaio), Carlos Tapia Aravena (chileno) e Orlando Morales Leal (colombiano).

Sem Calleri nesta quinta, o técnico Edgardo Bauza ainda não decidiu quem será o principal atacante do São Paulo diante dos mexicanos. Alan Kardec teve uma virose, mas melhorou nas últimas horas e ainda tem chances de ser escalado pelo treinador argentino. Caso ele seja vetado, a vaga será de Centurión.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*