Arredio, Maicon nega crise no São Paulo e se irrita com críticas ao time

Entre as várias mudanças promovidas por Edgardo Bauza para a partida desta quarta-feira, contra o Novorizontino, no Pacaembu, a estreia do zagueiro Maicon é uma delas. Arredio e de respostas secas, o beque conversou com a imprensa antes de debutar pelo Tricolor Paulista e negou qualquer faísca de crise nos bastidores do clube, além de afirmar que não se importa com qualquer tipo de atraso salarial, já que não é ”mercenário”.

– Eu não me preocupo com isso (dos salários), porque, vamos assim dizer, eu não sou mercenário, faço o que amo, abdiquei de grande parte do dinheiro para vir jogar no São Paulo porque eu faço o que amo, jogo pelo pão de cada dia, se pensarmos só em campo, as coisas vão dar certo – disse o jogador, para logo completar:

– Temos muita qualidade para dar a volta por cima, é claro que criam uma expectativa meio exagerada, viemos de duas derrotas consecutivas que não esperávamos, mas conquistamos três pontos importantes na última rodada do Paulistão e isso nos dá confiança. Para nós, o jogo mais importante é contra o Novorizontino, não adianta ficar pensando mais para frente.

Maicon está surpreso com a repercussão da derrota em casa para o The Strongest (BOL), na estreia da Copa Libertadores. Vale lembrar que os bolivianos não venciam fora de casa na competição continental desde 1982. Para ele, a derrota deveria ser tratada como algo corriqueiro.

– Eu fiquei muito assustando semana passada, quando uma derrota para o The Strongest virou tudo aquilo, falaram que o time já morreu. Não é assim. O São Paulo é um time grande, os rivais não nos interessam, temos qualidade para dar a volta por cima. O time está unido e não tem nenhuma crise.

Fonte: Lance

5 comentários em “Arredio, Maicon nega crise no São Paulo e se irrita com críticas ao time

  1. O São Paulo é como um carro zero, bonito por fora mas com o chassi comprometido que deu PT. Não adianta maquiar o elenco se não resolver o problema na raiz de uma vez. E uma dessas raizes daninhas da equipe chamasse Michel Bastos e Ganso. São facciosos, arredios e metidos a craques mas não passam da fama de imprensa, porque dentro de campo a realidade é bem diferente dando a entender que são mero jogadores comum. Verdadeiras laranjas podres aja vista que nem os chineses querem.

  2. TEM ALGUMA COISA ERRADA POR TRAS PORQUE O SPFC TEM PATROCICIO MASTER E OUTROS ESSA DIRETORIA ESTA DE TRAMOIA PORQUE ESTA ATRAZANDO DESSE JEITO ESTA PARECENDO O ANTIGO s.c.curintia.p. E’ vergonho chegarmos a isso parece ate maldicao do centessimo do RC. ACORDA SPFC AQUI E’ SOBERANO…

  3. Tudo bem maicon muito bonito seu discurso, bla, bla, bla, mas se nao fizerem o papel em campo de nada adianta, falar é facil quero ver no campo, e a derrota para strongest repercutiu e foi muito danoso nao pq o time nao ganha a 35 anos fora, mas pq era um time fraco para mediano e jogavamos em casa, obrigacao de vencer.
    Se vc faz a licao de casa as coisas ficam mais faceis, pq mesmo que perca fora pelo menos a sua parte vc fez, e vc acaba jogando a responsabilidade para o adversario quando joga em casa contra a nos, veja o strongest, ganhou de nos quer dizer que ja esta 3 pontos a nossa frente se ganhar de nos na casa deles ja sao 6 pontos.
    Temos que arrancar dia 10 pelo menos um empate contra o river se perder de novo que é bem possivel e normal acho que sera quase impossivel se classificar para outra fase, a nao ser que ganhe do strongest na casa deles, e ganhe os outros 2 jgos em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*