Após vitória, Rogério Ceni dispara contra CBF e cobra ação de Dilma

São Paulo voltou ao Brasileirão jogando bem batendo o Bahia por 2 a 0. Apesar da vitória, mudanças no futebolbrasileiro depois do fracasso na Copa do Mundo acabaram virando assunto com o goleiro Rogério Ceni.

Um dos integrantes do movimento Bom Senso FC, Ceni voltou a cobrar mudanças, criticou a Confederação Brasileira de futebol e pediu uma ação da presidente Dilma Roussef.

“A derrota foi reflexo do nível dos times da Alemanha e do Brasil. Eu até acho a Alemanha superior, mas a diferença não é desse tamanho. Agora, as mudanças no futebol precisam vir de cima para baixo, de quem está no poder. Aqui, tem isso de se perpetuar, essa mania do brasileiro levar vantagem em tudo”, afirmou.

O capitão são paulino também falou da falta de publico nos estádios, e disparou contra a falta de investimentos da CBF no futebol brasileiro.

“Não tem nem metade do público da Copa nos estádios, porque não oferece nada. A CBF é extremamente rica, e nada é feito. A CBF tinha que ajudar os clubes, e não faturar e deixar eles nessa pindaíba”, disse o goleiro, que também citou a presidente Dilma Roussef. “Quem sabe agora, com campanha, a presidente não tenta se mexer um pouco. Em época de eleição, as pessoas acabam se mexendo”, finalizou.

Ceni foi autor do primeiro gol do São Paulo na vitória desta quarta-feira. Foi seu 118º com a camisa tricolor, e terceiro no Brasileirão.

 

Fonte: Uol

2 comentários em “Após vitória, Rogério Ceni dispara contra CBF e cobra ação de Dilma

  1. O problema e’ um so’ mesmo:
    tudo farinha do mesmo sako,
    esses kartolas e politicos,
    mais do que Romario tem falado e olha que e’
    ex jogador nivel A, e ainda politico atuante
    critico da cbf e da kartolagem e nao consegue nada.
    Somos o que somos, a cada quatro anos nos enchemos de patriotismo.
    Merecemos os dirigentes que temos nunca mudaremos nada,
    as novas geracoes estao conectadas com o nada
    e ainda sao mais omissas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*