Após polêmica, CBF manda árbitro de Ponte x São Paulo para a “geladeira”

Depois de uma atuação polêmica na vitória da Ponte Preta por 1 a 0 sobre o São Paulo, neste domingo, o árbitro Vinicius Furlan vai passar por processo de reciclagem na escola de arbitragem da CBF e está fora da escala da próxima rodada do Campeonato Brasileiro.

De acordo com Sergio Corrêa, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Furlan vai passar pelos procedimentos normais de um árbitro afastado. Depois disso, voltará a atuar.

Incentivado por comentários de ex-árbitros, o São Paulo analisou a expulsão de Matheus Reis contra a Ponte Preta para saber se é cabível um pedido de anulação da partida. Aos sete minutos de jogo, o lateral-esquerdo fez falta em Matheus Jesus, que foi atendido na lateral do gramado, e levou cartão amarelo.

Pouco mais de um minuto depois, entretanto, depois de muita reclamação do técnico Eduardo Baptista, da Ponte, e de ir até o jogador que estava caído, o árbitro Vinícius Furlan mudou de ideia e mostrou cartão vermelho ao lateral. O São Paulo reclamou muito, a ponto de o técnico Edgardo Bauza também ser excluído da partida.

O departamento jurídico tricolor recebeu manifestações favoráveis a um pedido de anulação da partida, pois Furlan teria cometido erro de direito ao mudar o cartão depois de o jogo ter sido reiniciado. No lance, entretanto, quando o lateral-direito Jeferson bate a falta, o árbitro imediatamente para o jogo e se encaminha à lateral para ver a perna de Jesus. Seu ato seguinte é dar o vermelho a Matheus Reis, o que desencadeou a confusão com os tricolores.

Ponte Preta x São Paulo expulsão Matheus Reis (Foto: Murilo Borges)São Paulo reclama do árbitro depois de expulsão do lateral-esquerdo Matheus Reis (Foto: Murilo Borges)

Na súmula, Vinícius Furlan justifica que mudou de opinião em relação à cor do cartão depois de ver o ferimento do ponte-pretano, e também de conversar com o quarto árbitro Márcio Henrique de Góes (veja abaixo).

Trecho súmula expulsão Matheus Reis São Paulo (Foto: Reprodução)

Sérgio Corrêa disse que não faz sentido um pedido de anulação, já que a partida não havia sido reiniciada, e que a regra determina que o árbitro somente poderá modificar uma decisão se perceber que ela é incorreta a seu critério ou conforme indicações de assistentes.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Após polêmica, CBF manda árbitro de Ponte x São Paulo para a “geladeira”

  1. Outro erro.
    Deveria continuar apitando todos os jogos até o fim do campeonato, só assim desta forma seria feita justiça com o São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.