Após espelhar esquema do Bayern, Ganso valoriza 2 a 0 sobre XV

Escalado por Muricy Ramalho para atuar bem aberto pela ponta direita na noite deste sábado, em lado oposto ao de Michel Bastos, Paulo Henrique Ganso chegou a comparar o posicionamento tático dele e do companheiro com o de Ribéry e Robben. “Como faz o Bayern de Munique”, disse o meia, no intervalo, quando o São Paulo já vencia o XV de Piracicaba por um gol de diferença, com assistência sua.

“O XV, quando nossa bola estava do lado esquerdo, procurava fechar esse lado e deixar o outro solto. Por isso é que acabei citando o Bayern”, explicou, encerrada a vitória por 2 a 0, no Pacaembu. “No nosso primeiro gol, a bola estava na esquerda, teve uma virada rápida pra mim, e eu conseguir deixar o Luis Fabiano na cara do gol”, lembrou.

Depois do gol, marcado aos 29 minutos, o técnico são-paulino inverteu o posicionamento de ambos. No início da segunda etapa, a posição original foi retomada, e outra bola lançada por Michel Bastos terminou em pênalti sofrido por Luis Fabiano (e convertido por Rogério Ceni). Apesar do placar, o adversário não foi tão fácil quanto o goleado Capivariano.

“É que a gente poderia ter matado logo a partida também”, argumentou Ganso, antes de valorizar a terceira vitória seguida em três rodadas no Campeonato Paulista. “Foi importante, sobre uma equipe qualificada que o Roque Júnior está montando”.

Com 100% de aproveitamento na competição estadual, o São Paulo tem como próximo adversário o antigo time do camisa 10. Na quarta-feira, a equipe da capital visita o Santos, na Vila Belmiro.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*