Algoz do Cruzeiro, Hernanes revê maior vítima no Brasileiro

Contratado com o status de referência e líder do São Paulo para a temporada, Hernanes ainda não conseguiu desempenhar o que se espera dele com a camisa Tricolor, muito por conta dos problemas físicos e da readaptação ao país. Mesmo assim, o Profeta vive um momento de ascensão depois de marcar na vitória contra o Fortaleza e ser titular contra o Bahia, na última quarta-feira. E para coroar a evolução, terá sua principal “vítima”.

Neste domingo, o São Paulo enfrenta o Cruzeiro às 16h (de Brasília), no Estádio do Pacaembu, para tentar reencontrar o caminho dos gols e das vitórias. E se vale de amuleto, a Raposa é a equipe que mais sofreu gols de Hernanes entre os 20 clubes que disputam a atual edição do Brasileiro. Ao todo, o camisa 15 balançou as redes cinco vezes contra o time mineiro em 10 partidas disputadas.

Foi no encontro mais recente com o time Celeste que o profeta teve sua melhor atuação. De volta ao Tricolor em 2017 para ajudar em uma campanha de recuperação contra o rebaixamento, Hernanes marcou dois gols e deu uma assistência na vitória do São Paulo em pleno Estádio do Morumbi, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um deles, inclusive, foi um golaço, anotado de falta. O outro foi de pênalti, que deu a vitória aos donos da casa.

O primeiro gol do camisa 15 contra o Cruzeiro aconteceu no longínquo Brasileirão de 2007, quando o Tricolor sagrou-se campeão nacional. Pela 13ª rodada, Leandro Domingues abriu o placar para os visitantes no Morumbi. No segundo tempo, o zagueiro Breno deixou tudo igual e o Profeta marcou o tento da vitória por 2 a 1. Depois, em 2010, foram gols em ambas as partidas das quartas de final da Copa Libertadores.

Contratado junto ao Hebei Fortune, Hernanes já disputou 18 jogos na atual temporada e marcou três gols. Contra o Cruzeiro, neste domingo, deve ser titular novamente, deixando Nenê e o jovem Igor Gomes, seus concorrentes diretos, no banco de reservas. O provável São Paulo tem: Tiago Volpi; Hudson (Igor Vinícius), Bruno Alves, Walce (Anderson Martins) e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê, Hernanes; Helinho, Toró e Alexandre Pato.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.