Aidar se reúne com grupos políticos para novas alianças e paz

O presidente Carlos Miguel Aidar conseguiu, nesta segunda-feira, dar um passo importante para tentar blindar sua gestão no São Paulo. Em encontro realizado em pizzaria na Zona Sul da capital paulista, o mandatário selou alianças com os grupos políticos Vanguarda e Movimento São Paulo, considerados neutros no clube.

A reunião envolveu 78 pessoas, sendo 67 conselheiros do Tricolor – o restante dos participantes era de sócios do clube e de empresários são-paulinos. Pessoas próximas a Aidar acreditam que o presidente conseguirá, ao menos, ter mais proteção para implantar mudanças na administração do clube diante da guerra política instaurada em setembro de 2014.

Caso as alianças se fortaleçam, o mandatário espera conseguir intensificar a busca por patrocinadores e outras receitas que possam aliviar as dívidas bancárias do São Paulo e os quatro meses de direitos de imagem atrasados com grande parte do elenco.

No início deste ano, Aidar já havia conseguido se aproximar de integrantes do  grupo Clube da Fé, um dos mais influentes do clube e antes inimigo político devido à parceria com Juvenal Juvêncio. O ex-presidente é o principal rival da situação, além dos conselheiros que seguiam a proposta original do Clube da Fé e permanecem contra Aidar e JJ.

Fonte: Lance

 

Nota do PP: E eu pergunto: que culpa tem o sócio disso estar acontecendo? Ele vota na oposição, aí a oposição vira situação, apoiando a diretoria cujo voto do sócio era contrário. Dirão os conselheiros que viraram casaca que “é por um bem maior, que é o São Paulo”. Antes seja assim. Mas que é difícil de acreditar…

3 comentários em “Aidar se reúne com grupos políticos para novas alianças e paz

  1. Kartolagem e P oli T icos na’o mudam nunca.
    No’s aceitamos. Boicote seria uma boa, um basta,
    mas poucos se unira’o. Assim sera’ sempre, somos frutos do
    slogam da vantagem.

  2. Paulo
    Os grupos em questão fazem parte da base de apoio ao presidente desde a eleição. São os grupos liderados por Jose Augusto Bastos Neto e Antonio Donizete.
    O presidente tenta desesperadamente manter sua base, pois toda turbulência em sua gestão tem resultado em perda de adesões.
    Isso não deixa de ser preocupante, pois o clube vive uma crise moral sem precedentes e tem gente pensando em política…
    Enfim, a luta continua…
    O SPFC precisa mudar!!!
    Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.