Aidar celebra “desmanche de máfia” em Cotia e novo patrocínio

Em setembro de 2014, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, afastou o ex-mandatário e antigo aliado Juvenal Juvêncio do comando da categoria de base tricolor, gerando impasse nos bastidores. Após adotar a política de corte de gastos, principalmente para o usufruto de conselheiros, o atual administrador da representação do Morumbi se mostrou insatisfeito com a política adotada em Cotia, cidade do moderno CT Laudo Natel, e adotou discurso enfático para justificar a surpreendente mudança.

“Me arrependo de ter concordado com o Juvenal, o deixando cuidar da base. Eu não conseguia mexer em Cotia, o que estou fazendo agora. Havia uma falta de integração do profissional com as categorias inferiores. Lá era uma espécie de outro clube, uma redoma dentro do São Paulo. Você não tinha acesso. Aquilo era tocado como se ser campeão do sub-20, sub-17 ou sub-15 fosse importante. Para nós, dessa gestão, o importante é a meta que temos para 2015”, ressaltou, em entrevista à ESPN Brasil.

Para suprir o posto, Aidar apostou em Júnior Chávare, que trabalhava como coordenador das categorias de base do Grêmio desde janeiro de 2013. Na visão do presidente são-paulino, a mudança sintetiza o “desmanche de uma máfia que atuava em Cotia”.

Quando questionado sobre as dívidas tricolores, que corresponde ao montante de R$ 4,2 milhões de impostos não pagos ao governo – e que serão debitados em oito vezes –, o mandatário admitiu a situação delicada, mas apresentou as escolhas tomadas para contornar o problema.

“Hoje o São Paulo está em dia, a partir da venda de dois atletas (Douglas ao Barcelona e Lucas Evangelista à Udinese) e de um contrato maravilhoso, que o São Paulo assinou. Houve um adiantamento, mas a cláusula de confidencialidade não me permite revelar. É uma situação apertada, justa, com uma dívida bancária importante de R$ 134 milhões”, apontou. O documento pode ser referente a um patrocínio máster, ou a uma nova fornecedora de material esportivo.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Aidar celebra “desmanche de máfia” em Cotia e novo patrocínio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*