“Acabou a escravidão, mas interesses do Santos precisam ser respeitados”, diz Laor sobre Ganso

O presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro mais uma vez se pronunciou sobre a ‘novela’ Paulo Henrique Ganso. O mandatário afirmou que não pretende entrar numa queda de braço com o atleta, mas afirmou que a proposta do São Paulo mais uma vez não convenceu o Santos a liberá-lo.

“Acabou a escravidão, mas é preciso que se respeite os interesses do Santos”, decretou Luis Alvaro, na tarde desta segunda-feira, após apresentar um seminário sobre a sua gestão na Vila Belmiro.

Apesar de o São Paulo ter oferecido os R$ 23,8 milhões, valor proporcional aos 45% dos direitos econômicos do atleta a que o Santos tem direito, os santistas não aceitaram a forma de pagamento e também não concordaram com algumas cláusulas contratuais no documento de transferência de Ganso para o Morumbi.

“Uma proposta não é só o numero, tem desde o atenciosamente no final, o prezado no começo, e o conjunto de frases não agradou”, justificou.

Luis Alvaro indicou que quer ouvir da boca do camisa 10 o desejo de trocar o Peixe pelo Tricolor. “Existe muito diz que me diz, mas não ouvimos isso do jogador.”

“Se o Santos quisesse levar a ferro e fogo, não liberaria por um valor menor que a multa [R$ 53 milhões], só que num gesto de abertura, porque não queremos um jogador insatisfeito, decidimos negociar só pela nossa parte, mas nossos interesses não foram atendidos”, acrescentou.

Segundo informou o Blog do Perrone no fim de agosto, as negativas do Santos ao São Paulo (já foram três) fazem parte do script para desgastar o meia e tornar a sua permanência na Vila insustentável.

Uma nova reunião para tratar do futuro do atleta de 22 anos está agendada para terça-feira. O Grêmio corre por fora, e a diretoria do Santos dá sinais de que prefere ver Ganso no Sul, já que o São Paulo é um rival.

“O Grêmio é um grande clube, tem uma torcida maravilhosa e seria um bom caminho. Como ele é profissional, vai jogar onde ganhar mais e se sentir bem. Atendendo as pretensões do Santos, não colocamos objeção”, apontou Luis Alvaro.A questão é que o jogador prefere o Morumbi.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*