Aguirre admite mau momento e diz que derrota foi dura

Depois da derrota por 3 a 1, de virada, para o Inter, em Porto Alegre, o técnico Diego Aguirre, do São Paulo, falou sobre a fraca atuação do time. O treinador uruguaio lamentou o fato de o Tricolor não ter conseguido se impor ao adversário.

– Obviamente que todo o planejado não conseguimos fazer. Somente no segundo tempo, quando estávamos perdendo, jogamos. Deixamos passar um jogo muito importante – avaliou o treinador.

Aguirre seguiu falando sobre a dificuldade que o time tem tido em reagir:

– É difícil ter uma resposta concreta. Obviamente, encontramos o gol, e a ideia era propor o jogo, ficar no campo adversário, pressionar, como o time tem feito em muitos jogos. Mas ficamos muito atrás e não tivemos um nível de jogo que eu esperava.

– É uma derrota dura. A esperança que esse time gerou era grande. Nesse momento de dificuldades, é difícil, e vamos ter que reverter rapidamente. Temos que melhorar nosso nível e ganhar o próximo jogo para retomar a confiança.

Sobre a diferença de sete pontos para o líder Palmeiras, Aguirre desconversou:

– É uma diferença importante. Mas não dá para pensar em outra coisa que não seja melhorar e ganhar o próximo jogo. Estamos sendo irregulares. Caiu o nível e tem de voltar rapidamente a confiança. O momento psicológico pode influenciar. Estamos em um momento complicado.

O São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, contra o Atlético-PR, às 19h, no Morumbi, em jogo válido pela 30ª rodada.

Veja abaixo outros tópicos da entrevista de Aguirre:

Fora de briga pelo título?

– Teremos que focar em melhorar o nível do jogo. Depois veremos o que acontece. Temos que melhorar nosso nível para voltar ao triunfo. Preocupa, porque o time não teve a resposta que esperávamos.

Fragilidade do elenco

– Não gosto de falar essas coisas perdendo. Não busco desculpas. Pode ter algumas, mas prefiro guardar. Não é para falar assim. Temos que continuar trabalhando, melhorar o time, nosso nível. Todos temos que dar um pouco mais.

Falta de confiança

– Acontecem coisas, os resultados não acompanham. É uma soma de momentos, de situações. Sinto que é uma das razões para o nível de nosso jogo não ser o mesmo de um tempo atrás.

Jean no gol

– Uma decisão como tantas outras. Pensei que era uma boa opção para hoje, como temos que tomar sempre.

Fonte: Globo Esporte

9 comentários em “Aguirre admite mau momento e diz que derrota foi dura

  1. Alguns estão sugerindo a troca do treinador. É sempre a mesma coisa. O time perde e a culpa é do treinador. Vamos continuar nessa balada de uma nota só. Vamos acordar gente… nós não temos matéria prima para construir um time. A gente fica aqui babando ovos para o fato de que, no plantel, temos mais da metade de jogadores da base, sendo que nenhum deles é TITULAR e nem tem chances de ser titular. O que falta é um plantel confiável…composto de bons jogadores. Não preciso gastar mais argumentos, é só conferir vendo os planteis do Palmeiras, Grêmio, Flamengo e Inter, todos mais qualificados que o nosso. Se existe culpado nessa campanha… ele tem um apelido interessante: LECO! É ele que tem que ser cobrado.

    • Waldir Albieri, com todo respeito: como vc pode afirmar que nenhum jogador da base serve para o time, quando temos Nenê, não jogando nada; Diego Souza, que nunca deveria ter sido contratado; Hudson, horror do horrores; e mais Sidão, Bruno Peres, Anderson Martins e tantos outros contratados e a quem foram dadas chances de jogar como titulares e, independentemente, da draga que são, continuarem com a titularidade? A meu ver, o único atleta da base a ter um bom tempo de experiência já foi e eu, particularmente, sempre o comparava ao Ganso, dado à alta sonolência em campo, o Lucas Fernandes. Aos outros nunca foram dadas condições e confiança mínimas para que desenvolvessem seu futebol num time organizado. O trenero continua fazendo sempre o mesmo na busca por resultados diferentes: não vai conseguir. Vou esperar que garotos como o Liziero, pra mim um dos poucos lúcidos no jogo de ontem, apesar da falha no primeiro gol do inter; o Luan, que sempre que utilizado correspondeu a contento; o Brenner, goleador em todos times onde passa (inclusive no aspirante atualmente) tenham várias oportunidades jogando em suas reais posições, e não onde o Aguirre sonha em colocá-los nos últimos 5 minutos finais de jogos já perdidos, para, daí sim, fazer coro, se verdade, à situação de fragilidade da nossa base. Inclusive, fazer coro para que se acabe com os gastos de Cotia e que o clube seja um investidor em contratações no mercado da bola, já que não conseguem aproveitar os jovens atletas.
      Abraços!

  2. Aguirre;

    Seu tempo já finalizou! V. já gastou no São Paulo todo o conhecimento que possuia.
    Pode ver o seu passado que é isso mesmo ! No Atletico, no Inter foi a mesma coisa.
    Se o Rai, Lugano e Ricardo forem espertos, vão perceber este caminho do Aguirre.
    Agora precisamos trazer o Abel(ideal) ou até o Luxa para reinar por mais 1 ou 2 anos. E eles vão ter sucesso por este tempo. Com certeza !!!!!

  3. UM TIME DOENTE,SEM ESTÍMULO,COM CARA DE MORCEGO,PILOTADO POR UM TÉCNICO SONOLENTO,QUE GOSTA DE POR O TIME NO ATAQUE QUANDO TÁ LEVANDO UMA FERRADA E ACABA QUEIMANDO OS JOGADORES,3X1 FOI POUCO,PRA QUEM GOSTA DE COLOCAR UM MONTÃO DE “VÉIOS” NO MEIO DO CAMPO.ESTE ANDERSON MARTINS SÓ SABE FAZER FALTAS PORQUE FUTEBOL NADA QUE SE APROVEITA,MILAGRE ESTÁ FORA DO PRÓXIMO JOGO.ESTA DIRETORIA DE NOVATOS SÓ ESTÃO FAZENDO ESTÁGIO COM A CAMISA DO TRICOLOR,TÁ NA HORA DE ABAIXAR EM OUTRO CENTRO.ACORDA TORCIDA SÓ VCS PODEM DETONAR ESTA PANELA FURADA QUE FOI INSTALADA NA BARRA FUNDA,E A CADA JOGO AFUNDA MAIS O BARCO,COMO DIZIA MINHA AVÓ,A VACA ESTÁ SÓ COM OS CHIFRES DE FORA NESTA LAGOA DE LAMA !!!!

  4. O problema da zaga, e que cada jogo o Aguirre fica mudando o tempo todo, ex. porque ele nao utilizo no jogo anterior o melhor zagueiro que temos ( Arboleda ). Cada jogo e zagueiros diferentes, assim nunca teremos entrosamento. Isso vai em quase todas as posições. Nao temos titulares fixos. Ai nao da para fazer um time equilibrado. Se ficarmos em sexto lugar e garantirmos uma vaga na libertadores ja e um grande feito.

  5. A cara do Aguirre é de derrota, foi bem no 1o turno por pura sorte e incompetência dos adversários, 2o turno a sorte foi embora e competência dos adversários melhorou contra nós.

  6. Perda de tempo insistir com este treinador , teve 5 semanas cheias para treinar o elenco , já que o São Paulo só joga 1 vez na semana , e não conseguiu apresentar absolutamente nada .

    Teve semana livre pra enfrentar o Santos ,América , Botafogo , Palmeiras e Internacional , e o que o time apresentou de positivo nessas partidas? time mal consegue chutar a gol durante os jogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*