Liga Paulista: Rio Preto cede duas vezes e fica no empate com São Paulo

O Rio Preto era o mandante e se comportou como tal diante do Suzano/São Paulo, nesta terça-feira, pela Liga Paulista de Futebol, mas perdeu muitas oportunidades na primeira etapa e pagou caro. Apesar de ter partido para cima, ficou no 1 a 1 no primeiro tempo e, após recuperar a vantagem na etapa final, voltou a ceder o empate no Ginásio Municipal de Esporte Maurício Leite Moraes, em Orlândia: 2 a 2.

A primeira chance foi do Rio Preto, no segundo minuto de jogo, quando Fumaça concluiu após uma bela jogada. A trave salvou o São Paulo, do goleiro Wagnão, que não tinha nos adversários a única preocupação. Pouco antes, ele provocou uma rápida paralisação na partida ao reclamar de uma goteira ao lado do gol.

O problema foi resolvido, mas ele não teve sossego. Apostando na velocidade, os rio-pretenses seguiram em vantagem, aproveitando as brechas na marcação do São Paulo, e tiveram outras duas excelentes chances de abrir o placar antes da metade do primeiro tempo, com Fumaça e Ninho.

O São Paulo acordou e respondeu com Guerra, que quase marcou após driblar o adversário. O jogo ficou um pouco mais equilibrado e o São Paulo voltou a ameaçar com chute de longe de Ferrugem, de primeira. Durou pouco. O Rio Preto voltou a crescer e os são-paulinos levaram bronca do treinador, que no pedido de tempo traduziu boa parte do primeiro tempo.

– Até agora não tomamos gol por milagre – disse Fernando Cabral.

E o gol saiu, a dois minutos do fim. Aproveitando mais uma brecha na marcação do São Paulo, Cus Cuz colocou o Rio Preto na frente. A vantagem durou muito pouco: o São Paulo reagiu em seguida e deixou tudo igual com Guerra, determinando o placar da primeira etapa.

Guerra, do São Paulo, e Júnior, do Rio Preto, comemoram gols na Liga Paulista (Foto: Reprodução SporTV)Guerra, do São Paulo, e Júnior, do Rio Preto, escolheram a mesma comemoração (Foto:Reprodução SporTV)

Os dois times voltaram dispostos a dar fim à igualdade e o que se viu foi um segundo tempo equilibrado. O São Paulo foi mais presente na frente em relação ao primeiro tempo e forçou o Rio Preto a apostar ainda mais nos contra-ataques. Com uma marcação forte dos dois lados, sobraram faltas e faltaram gols.

A rede só voltou a balançar aos 10 minutos, quando Júnior recebeu de Bituca e colocou o Rio Preto novamente na frente. E mais uma vez os donos da casa não conseguiram segurar a vantagem. Dois minutos depois, Gaúcho empatou para o São Paulo. Os tricolores pressionaram em seguida, mas o goleiro Diego Rabicó impediu que o Rio Preto sofresse a virada. Terminou 2 a 2.

No final da partida, Júnior, do Rio Preto, parabenizou São José do Rio Preto pelo aniversário de 161 anos. O time não conseguiu dar a vitória de presente à cidade, mas também não ficou lamentando o resultado.

– Foi justo – considerou o jogador.

O Rio Preto volta a jogar dia 27, contra o Sertãozinho Futsal, no Ginásio Centro Regional de Eventos, em São José do Rio Preto. O Suzano/São Paulo recebe o Palmeiras no Ginásio Presidente Ciro II. Com o empate desta terça, eles mantiveram suas posições na tabela: o Suzano/São Paulo é o sétimo e o Rio Preto, com um jogo a menos, ocupa a oitava colocação.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*