O time de Dorival ficou mais leve e ganhou

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, tenho sido nos últimos dias um crítico contundente do desempenho de Dorival Jr à frente do São Paulo. Time lento, sem conseguir um contra-ataque, sem marcação na saída de bola, com jogadas previsíveis. Isso tudo me fez pedir a demissão do técnico, depois da derrota para o Ituano, semana passada. Fiquei inconformado com a reunião de segunda-feira que culminou com sua permanência.

Mas vendo comentários no site, aqui e acolá, acordei para um detalhe: Dorival pediu jogadores de lado, de velocidade, pois só tinha Marcos Guilherme. Veio Valdívia, é verdade, mas vieram Nenê e Diego Souza, jogadores pesados e de meio.

Nem sei se Dorival foi forçado a escalar esses jogadores em todos esses jogos, mas o fato é que não era sua vontade. Agora, com a corda no pescoço, precisando ganhar ou ganhar do CRB para ter uma sobrevida no cargo, ele colocou os dois no banco e fez entrar Valdívia e Brenner, mantendo Marcos Guilherme e Cueva. O resultado foi óbvio: um time muito mais rápido, leve e jogadas fluindo.

Vamos combinar que tudo poderia ter sido muito mais fácil. O CRB, naturalmente, completamente fechado, e o São Paulo consegue um pênalti aos seis minutos. Mais uma vez Cueva desperdiça a cobrança, como houvera acontecido em Itu. O São Paulo ficou nitidamente incomodado e as jogadas não saíram. Eu já estava vendo a hora que as vaias dos pouco mais de oito mil torcedores começariam no Morumbi.

Mas foi nessa velocidade a que me referi que saiu o primeiro gol. Boa jogada de Brenner pelo lado do campo, a bola para o centro da área e o gol de Valdívia. Logo depois, um lançamento perfeito de Jean para Militão, ele arranca, toca para Cueva, o peruano dá dois toques na bola e coloca Militão na cara do goleiro para um golaço.

Isso pode maquiar a atuação ruim do São Paulo. Na realidade, houve mais velocidade, o time ficou mais leve, como já disse e repito, mas não significa que jogou bem. Fez os dois gols e se mantivesse o ritmo desses minutos dos gols, faria cinco, seis, chancelaria a classificação para a próxima fase. Teve até oportunidades para isso no segundo tempo, mas o excesso de preciosismo, do “toma, faz você”, fez com que a vitória fosse apenas por 2 a 0.

Partindo-se do princípio que a Copa do Brasil é o principal campeonato que temos nesses primeiros meses do ano, devo constatar que Diego Souza e Nenê viraram reservas. Não posso conceber que eles estivessem sendo poupados para jogar contra o Linense.

Ficou claro que o futebol flui mais com essa formação. Nenê vai ser muito útil ao São Paulo a partir de maio, quando Cueva for defender sua Seleção na Copa do Mundo. Diego Souza também pode fazer esse papel de meia. O que está mais do que claro é que ele não pode ser o 9 do time.

Aliás, ele ficou visivelmente irritado com a reserva, tanto que entrou no segundo tempo, mas com uma má vontade tão grande, que merecia ter sido sacado cinco minutos depois.

Ainda não me convenci que Dorival não é culpado pelo mau futebol do time. Ele é o treinador e, até onde eu sei, tem liberdade para escalar quem quiser. Pois que o faça direito e coloque esse time para jogar e ganhar os jogos.

14 comentários em “O time de Dorival ficou mais leve e ganhou

  1. Paulo Pontes, o que sabe sobre a oposição estar lutando para mudar o estatuto e impedir que conselheiros sejam nomeados para cargos remunerados, evitando assim a barganha política?

    • João, falei sobre isso no Jornal Tricolornaweb, edição de quinta-feira, e fiz matéria a respeito. O que foi aprovado é uma antecipação da revisão do estatuto, antes prevista para 2023, e que será feita esse ano. São muitos pontos que serão revistos. Um deles é este, ou seja, um conselheiro, se assumir um cargo executivo, ao invés de se licenciar, terá que renunciar ao mandato. Portanto não se trata de impedir conselheiros de assumirem os cargos. Mas, como disse, é um dos pontos e essa é uma proposta que será discutida. Mas, minha opinião, se os conselheiros indicados forem profissionais capacitados para o cargo, não vejo razão de serem impedidos.

      • Me expressei errado, no caso seria renúncia ao conselho para assumir cargo.

        Você concorda que um conselheiro se licencie do conselho e assuma cargo, sendo profissional capacitado, é isso?

        Se for isso, acho que não é bom, acho que o conselheiro que quiser ocupar cargo, tem sim de renunciar a vaga no conselho.

  2. Com Nene e Diego Souza no banco o time pôde pressionar a saída de bola do adversário com Valdivia, Brenner e Marcos Guilherme e isso resultou em varias retomadas de bola em nosso campo ofensivo.
    Hudson tem que jogar: é um segundo volante com qualidade de passe e aparece bem como alternativa na frente. Petros e Jucilei disputam uma vaga de primeiro volante.
    Brenner ou Paulinho Boia, um tem que jogar para garantir a velocidade na frente.
    Cueva jogou bem. Deu passes para um pênalti, um gol, chutou uma bola na trave e organizou a ofensiva – só não o deixem bater pênalti. Tem que ser titular.
    Valdívia e Marcos Guilherme abrem o jogo, criam espaços e marcam. São titulares.
    Nene: só pode entrar em campo como substituto de Cueva e em casos em que o Peruano esteja suspenso, contundido ou convocado.
    Diego Souza: dependendo do jogo pode vir na meia substituindo Marcos Guilherme, ser opção da reserva de Cueva ou, em casos extremos, em lugar de um dos volantes. No ataque ele mata o time.
    O sistema defensivo está se acertando – e Arboleda tem que seguir entre os titulares.

    Paulo Pontes, vamos dar um voto de confiança ao Dorival Junior. Ele precisa de respaldo para continuar peitando os medalhões contratados sem sua concordância. O Tricolor precisa de tranquilidade. Se o Dorival talvez não seja o treinador dos sonhos, quem nossos dirigentes trariam para o seu lugar e a que custo? Vamos apoiar e dar moral ao técnico. Chega de repetir os erros do passado.

  3. Ah, a vitória. Que sensação maravilhosa…

    Mas aqui há uma falácia grande e um grande ensinamento.

    A falácia: era para ter feito 8 a 0, 10 a 0. Basta lembrar da vitória sobre o Botafogo/PB em 2001 (sim, sei que são outros tempos, outra vida, outro tudo). Isso sim é vitória convincente.

    O grande ensinamento: cuidado, a bola pune, já dizia Muricy.

    Não será contra o CRB, mas, pela quantidade de gols perdidos, uma hora cobra a fatura.

  4. D.Souza não é 9… nem aqui e nem no XV de Jaú… Brenner titular já!

    Nome não ganha jogo… coloca os meninos para jogar com velocidade e para de travar o time com os veteranos.

    Nenê é reserva do Cueva, D.Souza é reserva do Nenê…

  5. Ai’ fica claro a mediocridade do trenero e da kartolaiada
    Colocou no banco quem precisava
    e
    alguem esta escalando o time
    e
    treinamentos fechados. kkkkk
    ???? Para que ????
    Esconder a mesmice ou melhor mediocridade

  6. Meu opinião:
    Arboleda titular, não pode sair.
    Valdívia e Brenner tb.
    Marcos Guilherme tem q resolver se joga ou corre desesperadamente.
    Hudson e Petros correram muito ontem mas acho q Jucilei protege melhor a zaga.
    Paulinho é bom demais tem espaço fácil neste time
    Cueva foi na dele mas tem q treinar pênalti

  7. O Brenner nunca deveria sair do time !!
    E o Cueva está merecendo um pouco de banco !!
    O Nenê bate falta e pênalti beeeeeemmmm melhor !!!

  8. Paulo Pontes

    Desde o início eu dizia que Nenê, Curva e Diego Souza não podiam jogar juntos…

    Mas todos só viam defeitos no treinador (Que eu também acho fraco)

    E agora vejam as discussões nas redes sociais…

    As contratações do Sr. Confiem em mim!!!!

    Agora o canhão virou será que ele vai se manifestar???

    Já disse uma vez e repito independente do resultado eu só vou pedir a cabeça do treinador se o Diretor de Futebol for junto!!!!

  9. Eu fui no estádio e vi um time ainda sem confiança. Mas o certo é que o Brenner precisa ser titular! Nenê precisa de uma chance na vaga do Cueva, que embora tenha dado a assistência precisa melhorar seu condicionamento físico. Ele está pesado e não contribui com a movimentação. Seria impossível ele jogar com o Diego por exemplo.
    O Jean joga realmente bem com os pés… pode ajudar com lançamentos quando o time for pressionado na defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.