Vice do São Paulo espera Breno em março e vê risco em vinda de Vargas

O São Paulo segue procurando reforços para a próxima temporada. Dois dos nomes na mira do clube são os do zagueiro Breno, que atualmente cumpre pena na Alemanha e trabalha no Bayern de Munique, e do atacante Vargas, do Napoli, que passou 2013 emprestado ao Grêmio. Em entrevista à Fox Sports, o vice de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, revelou que a vinda do chileno é uma operação de alto risco, já que existe o desejo do Napoli em vender o jogador após a Copa do Mundo.

“O São Paulo tem contato permanente com o Napoli sobre o jogador, mas o que trava não apenas conosco. É a estratégia do Napoli vende-lo após valorização com a Copa. Portanto, sempre nas negociações por empréstimo, o clube tem que aceitar o direito do Napoili de pedir retorno após a Copa, e, mais grave, não ser ressarcido por isso. Por isso, o São Paulo entende que investir assim em um jogador dessa qualidade é perder recurso. O primeiro semestre será praticamente inexpressivo., é correr o risco de grande investimento por apenas um semestre”, afirmou.

O entrave é o mesmo que impediu a vinda de Vargas para o clube em janeiro deste ano. Na ocasião, o presidente Juvenal Juvêncio se irritou com o pedido de uma cláusula que o obrigava a devolver o atacante ao Napoli sem nenhum ressarcimento, e desistiu das negociações.

Quanto a Breno, João Paulo de Jesus Lopes mostra mais otimismo, e acredita que poderá contar com o jogador já no começo de 2014. O zagueiro já tem contrato assinado com o São Paulo, e registrado na CBF.

“Conversei com o Rummenigge em agosto sobre o Breno. Ele acredita que o Breno tenha condições em maio. Mas a nossa expectativa é que a saída aconteça a partir de março. Estamos trabalhando com a hipótese de contar com ele no primeiro semestre do ano. É atleta do São Paulo. Quando soubemos das dificuldades, mandamos emissário, e a partir daquele momento fizemos contrato dando ajuda de custo pra que a família recebesse remuneração mensal que desse dignidade na Alemanha”, explicou.

O dirigente também falou sobre a possível saída do meia Jadson. O camisa 10 perdeu espaço com a ascensão de Ganso.

“O Jadson nós queremos manter, e até o momento não recebemos uma proposta. Mas aqui no São Paulo não tem nada absoluto com relação a transferência. É preciso analisar a satisfação do jogador, o elenco” finalizou.

O São Paulo se reapresenta para começar os trabalhos de 2014 no dia 6 de janeiro. Até o momento, o único reforço contratado para a temporada foi o lateral Luis Ricardo, que estava na Portuguesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*