Toloi elenca fatores por temporada especial

A temporada de 2014 foi, certamente, um marco na carreira de Rafael Toloi. Durante o ano, o camisa 2 pôde escrever diversos capítulos importantes em sua vida e cresceu dentro da equipe são-paulina. O jogador soube esperar pelo seu momento, agarrou a oportunidade e se firmou novamente entre os titulares. Assim, com o seu esforço reconhecido, o defensor foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro no Troféu Bola de Prata de 2014, promovido pela Revista Placar e pela ESPN.

No início do ano, o atleta teve a oportunidade de atuar pela primeira vez fora do país, quando foi emprestado ao Roma-ITA e ganhou a chance de conhecer o futebol europeu. No retorno ao Brasil, após ouvir do técnico Muricy Ramalho que sua presença seria importante no grupo em busca de uma vaga na Libertadores da América de 2015, Toloi foi pai pela primeira vez: da pequena Maria Raffaela.

“Aconteceram muitas coisas importantes este ano. Fui para a Itália, pude jogar em um campeonato bacana, como o Italiano, e aprendi bastante na Europa. E, com esse aprendizado, voltei mais maduro e experiente para o Brasil. Acredito que evoluí muito e, assim, consegui fazer bons jogos para ajudar nos objetivos da equipe”, afirmou o marcador, que acrescentou.

“Além disso, o nascimento da minha filha também me deu mais motivação. Hoje, ela é tudo na minha vida. As coisas mudaram bastante após a chegada dela, porque agora faço tudo pensando também na minha família. Estou muito feliz com tudo que aconteceu neste período, porque foi um ano de vitórias e aprendizado”, completou.

Toloi chegou ao Tricolor em 2012, após se destacar pelo Goiás, e surgiu como uma das gratas surpresas do time naquele ano. Então com apenas 21 anos de idade, o defensor era considerado uma das apostas para o setor e, demonstrando muita vontade e técnica, logo se firmou na equipe são-paulina. Desde a sua chegada ao clube, o camisa 2 amadureceu.

De lá pra cá, o jogador foi campeão da Copa Sul-Americana de 2012 e viveu diversas experiências. Após deixar Goiânia, o atleta casou, defendeu as cores do São Paulo, foi para o Velho Continente e depois voltou para dar ainda mais segurança ao sistema defensivo de Muricy. Com a confiança do treinador, o atleta evoluiu dentro de campo e ‘renasceu’ no time são-paulino. Por isso, o camisa 2 sabe que 2014 ficará marcado positivamente em sua carreira.

“Da mesma forma que as coisas caminharam bem este ano, desejo que 2015 seja ainda melhor. Mas, espero que seja com títulos, porque nossa equipe merecia conquistas em 2014. Sei que estou terminando a temporada bem, mas quero ainda mais no próximo ano”, finalizou o zagueiro, que em 2014 completou 100 jogos pelo clube.

 

Fonte: Site  Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.