Sem muitas opções no elenco, Rogério Ceni aposta em curingas no São Paulo

O São Paulo começou a temporada 2017 com um elenco mais enxuto. Em preparação para a Florida Cup, o técnico Rogério Ceni conta com 28 jogadores, sendo que o Tricolor fechou a temporada com 31 atletas.

Além da vontade do ex-goleiro de ter um grupo menor, pesa para essa redução o fato de o Tricolor esperar ainda o fechamento da janela de transferência europeia, no fim deste mês, para completar o time com mais algumas peças.

Por isso, a ideia do comandante é que os pupilos desempenhem mais de uma função dentro de campo. Veja abaixo alguns casos de jogadores que saem na frente nesta disputa por posição ao virarem curingas tricolores.

Buffarini

O argentino foi contratado como lateral direito, sua posição de origem. No entanto, como o clube não contratou um lateral esquerdo, ele deve ser deslocado para o outro lado do campo. Se Rogério precisar, Buffarini também pode atuar no meio de campo – função que já desempenhou algumas vezes no San Lorenzo.

Rodrigo Caio

O zagueiro da seleção brasileira foi promovido para o profissional como volante. Em algumas partidas, ele também jogou como lateral direito. Apenas com a chegada de Paulo Autuori, em 2013, ele retornou à zaga. Caso seja necessário, ele pode voltar para o meio de campo.

Breno

O defensor foi utilizado por Juan Carlos Osorio no meio de campo e deu conta do recado. Ou seja, surge como mais um nome para a disputa de uma vaga entre os volantes.

Wesley

O volante é daqueles jogadores que desempenharam quase todas as funções dentro de campo. Volante de origem, já jogou como lateral e até atacante.

Cícero

O meio campista pode atuar tanto como volante quanto como meia mais avançado, sendo o cabeceio um dos seus pontos fortes. Até pelo seu estilo polivalente, a sua contratação foi solicitada por Rogério Ceni.

Chávez

Apesar de não ser um jogador tão virtuoso, sabe jogar mais aberto, pelas pontas. No ano passado, era a referência do ataque, ao atuar de maneira mais centralizada.

 

Fonte:  Uol

Um comentário em “Sem muitas opções no elenco, Rogério Ceni aposta em curingas no São Paulo

  1. Vi praticamente todas as entrevistas do Rogério.
    Ele não está “apostando em curingas por não ter opções no elenco”, ele acredita que tirando o goleiro e o 9 fixo (opção de jogo), os demais devem cumprir 4 ou 5 funções dentro do jogo. É o que ele acredita e disse claramente em suas entrevistas. Não é difícil de entender é só ter os ouvidos limpos, a não ser que você seja jornaleiro do uola.
    Quer criticar o elenco, ok, mas seja honesto ou menos burro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*