Sem interessados, São Paulo e Michel Bastos negociam rescisão de contrato

São Paulo e Michel Bastos devem, nos próximos dias, acertar a rescisão do contrato do jogador. A ideia da diretoria era envolvê-lo em alguma troca para reforçar o elenco, mas não há interessados. Já que é certo que ele não será utilizado no próximo ano, como não vinha sendo nos últimos meses, as partes negociam para encerrar o vínculo, que vai até dezembro de 2017.

Com a rescisão, o clube se vê livre de pagar um dos salários mais altos do elenco, e Michel, por outro lado, pode procurar uma equipe. Tanto ele quanto a diretoria do São Paulo acreditam que surgirão clubes dispostos a contar com seu futebol quando ele estiver desvinculado.

Michel chegou ao Tricolor no segundo semestre de 2014, rotulado pelo então vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro como craque. De fato, foi peça importante no vice-campeonato no Brasileirão daquele ano, e era o melhor jogador da equipe na Libertadores de 2015 até contrair dengue.

Desde então, nunca mais foi o mesmo. Envolveu-se em polêmicas ao reclamar do técnico colombiano Juan Carlos Osorio, numa substituição, reclamou de sua escalação em posições que não fossem de sua preferência, e irritou demais a torcida ao pedir silêncio na comemoração de um gol, como resposta às críticas que vinham da arquibancada.

Desde então, a relação tornou-se insustentável. No primeiro semestre de 2016, a torcida organizada levou à porta do estádio um sósia de Michel com uma garrafa de cerveja na mão, e passou a apitar a cada vez que ele tocava na bola. O meia esboçou uma reação ao fazer gols importantes contra Toluca e Atlético-MG, na Libertadores, mas voltou a cair.

O novo técnico Rogério Ceni, que jogou com Michel em 2014 e 15, foi informado pela diretoria que ele não ficaria. A decisão nem passou por suas mãos. O São Paulo pensou em trocá-lo por Willian, mas o Cruzeiro declinou, além do salário do atacante da Raposa também ser alto. Outra ideia era utilizá-lo num negócio por Ricardo Oliveira. O Santos, entretanto, descartou.

No meio deste ano, São Paulo e Palmeiras quase trocaram Michel Bastos por Rafael Marques, mas o atacante, que acabou sendo campeão brasileiro, já havia estourado o limite de sete jogos, imposto pelo regulamento para troca de clubes que disputam a competição.

Com a rescisão em negociação, Michel Bastos, de 33 anos, vai à França. Ele e seu empresário, Emmanuel de Kerchove, têm o mercado daquele país como um dos focos para 2017. O jogador fez sucesso no Lille e no Lyon, entre 2006 e 2013.

 

Fonte: Globo Esporte

5 comentários em “Sem interessados, São Paulo e Michel Bastos negociam rescisão de contrato

  1. Essa decisão seria aceitável ao final da janela de transferências. Neste momento inicial do mercado, é um atestado de incompetência e preguiça. Hoje, com essa do Michel e a renovação do Hudson, a diretoria brilhou. Parabéns aos envolvidos. Até saudades do Gustavo eu sinto.

  2. O São Paulo FC vai rasgar dinheiro? É isso que eu estou lendo? Manter um jogador desses no elenco por tanto tempo pagando em dia e depois libera-lo assim de graça é o mesmo que pregar uma nota de 100 nas costas e pegar um metrô lotado. Essa diretoria pirou? Troca por um jogador qualquer ou empresta pra Chapecoense menos dar de graça para Santos, Palmeiras e Cruzeiro.

  3. É a má administração, continua fazendo lambança, é rescindir o contrato hoje e amanhã ele é anunciado em outro clube, já fez a merda em manter até agora, põe ele pra treinar em Cotia, quer sair abra mão dos direitos e salários, aí pode ir embora, caso contrário não.

  4. Então pq esperou até agora, troca ele com qualquer jovem promissor pelo menos, ou jogadores medianos como ele….não adianta quererem trocá-lo por um Ricardo Oliveira ou outro acima da média q não vão conseguir….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*