Seca e avalanche de gols? Chavez tenta repetir Calleri no São Paulo

Músicas iguais cantadas pela torcida tricolor e o mesmo clube antes de atuar pelo São Paulo: as semelhanças entre os argentinos Chavez e Calleri, companheiros no Boca Juniors, podem fazer o atual camisa 9 do Tricolor se inspirar mais uma vez no atacante do West Ham.

De 6 de fevereiro a 23 de março, Calleri ficou 11 jogos sem balançar as redes pelo São Paulo. No total, ele fez 16 gols com a camisa do Tricolor, sendo 13 marcados depois dessa seca. Encerrou a passagem com 31 jogos em menos de seis meses.

Agora, Chavez também encerrou um jejum de gols: foram 10 partidas sem marcar, uma a menos que o compatriota: de 11 de setembro, contra o Figueirense, até 5 de novembro, diante do Corinthians. O centroavante acabou com a seca na goleada por 4 a 0 no Majestoso de sábado, no Morumbi.

Se o antecessor servir de exemplo, Chavez poderá ajudar o São Paulo com gols nos últimos quatro jogos do Brasileirão. O próximo compromisso é com o Grêmio, no dia 17, novamente no Morumbi.

Com gols, ele não ouvirá mais coros de “LU-IS-FA-BI-A-NO”, entoados por boa parte dos 53.781 torcedores depois de Chavez perder chance clara contra o Corinthians. Ele não aproveitou ótimo passe de Cueva, aos 14 minutos do segundo tempo, e olhou para o céu com o gesto de número um, como se estivesse clamando por um gol para encerrar a seca. Foi justamente o que aconteceu oito minutos depois, com novo passe do próprio Cueva . 

 No total, Chavez soma sete gols em 20 partidas pelo São Paulo. Ele é o artilheiro do elenco ao lado de Cueva, mas o peruano fez 22 apresentações. O contrato do argentino é de empréstimo, cedido pelo Boca, e válido até junho de 2017.
Fonte: globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*