São Paulo vende Militão ao Porto por 4 milhões de euros

O São Paulo acertou a venda de Éder Militão ao Porto. Em reunião nesta terça-feira, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o Conselho de Administração aprovaram a transferência.

Militão tem contrato até janeiro de 2019, o que enfraqueceu o poder de negociação (quanto menos tempo de vínculo vigente, menos força para segurar o atleta). O Tricolor ficará com:

  • 4 milhões de euros (cerca de R$ 17,7 milhões);
  • 10% do total de uma venda futura (exemplo: se Militão for vendido por 40 milhões de euros, o São Paulo terá direito a 4 milhões de euros);
  • usará o jogador em mais quatro partidas: Grêmio, Cruzeiro, Colón (segunda fase da Sul-Americana) e Vasco, no dia 5 de agosto, quando fará sua despedida do Morumbi. Portanto, ele está confirmado como titular no duelo desta quinta-feira, em Porto Alegre.

No total, o Porto pagará 7 milhões de euros (R$ 30,6 milhões) por Éder Militão, dos quais 3 milhões de euros (R$ 13,1 milhões) serão destinados ao estafe do atleta (comissões para empresários) e ao próprio jogador. Havia um acerto prévio entre Porto e Militão, apto a assinar um pré-contrato desde o último dia 11 de julho.

Embora tenha se empenhado e mostrado profissionalismo no São Paulo, Militão manteve firme o discurso com desejo de sair nesta janela.

Nem mesmo a campanha da equipe na disputa da liderança do Brasileirão mudou sua vontade (o Tricolor tem um ponto a menos do que o Flamengo, primeiro colocado).

Nos últimos dias o São Paulo endureceu a negociação e recusou uma oferta inicial de 4 milhões de euros que não incluía a porcentagem de venda futura. Inicialmente o Porto queria repassar 10% em cima do lucro da próxima negociação, mas o acordo foi selado em cima dos 10% do total.

O Tricolor também queria manter Militão até o fim da janela de transferências, cujo encerramento é no dia 31 de agosto, mas o Porto não aceitou.

O acordo foi pela manutenção do lateral no Morumbi em mais quatro jogos, o que lhe tira da disputa da Supertaça Portuguesa do próximo dia 4 de agosto, contra o Desportivo Aves.

O São Paulo tentava barganhar tempo e melhores condições de negócio para encaixar a saída de Militão com a liberação de Bruno Peres para jogar. O lateral-direito ex-Roma se condiciona fisicamente e deverá estar à disposição pouco antes da saída de Militão ao Porto.

O Tricolor tentava desde 2017, sem sucesso, renovar o contrato de Éder Militão. Além de Bruno Peres, o São Paulo tem Régis (voltou a treinar depois de ser afastado com problemas pessoais, mas também não tem condições de atuar imediatamente) e Araruna para o setor.

No total, Éder Militão tem 54 jogos e quatro gols pelo São Paulo. O atleta de 20 anos foi revelado em Cotia.

Veja as informações do São Paulo para enfrentar o Grêmio:

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Data e horário: quinta-feira, às 19h30 (de Brasília)
Escalação provável: Sidão; Éder Militão, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Hudson (Luan), Liziero e Nenê (Shaylon); Rojas, Everton e Diego Souza
Desfalques: Jucilei (lesão na coxa esquerda), Rodrigo Caio (cirurgia no pé esquerdo), Régis (recondicionamento físico) e Bruno Peres (preparação física)
Pendurados: Anderson Martins, Arboleda, Éder Militão, Reinaldo, Régis, Jucilei, Hudson, Liziero e Nenê
Arbitragem: Grazianni Maciel Rocha apita, auxiliado por João Luiz Coelho de Albuquerque e Thiago Henrique Neto Correa Farinha, todos do Rio de Janeiro
Transmissão: Premiere, Premiere HD e PFCI (com Luiz Alano e Batista)

20 comentários em “São Paulo vende Militão ao Porto por 4 milhões de euros

  1. Espero que cheguem reforços, dinheiro para investir, tem.

    Embora o trabalho do Aguirre seja muito bom, o elenco é curto em quantidade e qualidade.

  2. Negócio similar ao encaminhado pelo JJ quando da saída do Kaká. Sairia de graça daqui 6 meses, é a lei. Então, temos que considerar que foi um bom negócio sob o ponto de vista financeiro. Contudo, perdemos uma verdadeira joia. Com toda certeza, o Militão estará presente na próxima convocação da seleção, seja quem for o treineiro.

  3. Foi uma ótima atuação do Raí, foi o que deu para fazer, estava obvio que sairia.

    Muitos anos atrás eu aprendi uma lição que jamais esqueci, o ser humano tem tendência de não valorizar o que é bom, não vou contar a história pq não interessa. Mas alguém notou que esse ano não chegou nenhum pacotão de pés de rato? Alguém notou que todas as contrações foram nas posições carentes? Alguém notou que realmente se analisou a qualidade de cada contratação e não só pq um empresário indicou? Quem aí já se esqueceu dos anos anteriores onde precisávamos de atacante e chegavam 2 zagueiros? Alguém já se esqueceu dos Getersons e Marcinhos da vida que a diretoria anunciava para fingir que trabalha e dar resposta pra torcida e imprensa?

    Alguém notou que há séculos não tínhamos um ambiente tão bom? E alguém tem a inocência de achar que isso é o acaso agindo?

    Quem seria o responsável por essas mudanças? Sim, o RAÍ! Calou a boca de muita gente, matou minha desconfiança, não critiquei, mas tinha o pé atrás. A mudança que esse cara fez no São Paulo (e ressaltando que ele tem como chefe um dos piores presidentes da história do clube), é de se aplaudir de pé. Nos tirou do abismo.

  4. Achei uma ótima negociação por tudo que aconteceu, o clube não fica totalmente no prejuízo, o atleta fica para essas próximas partidas importantes e ainda tem uma oportunidade de lucro futuro.
    Raí e seu estafe tem mostrado que estão conseguindo manobrar muito bem o departamento de futebol em todos os sentidos.
    E tenho certeza que com o passar do tempo teremos um gestor muito bem qualificado com a experiência adquirida nessa nova função, e mais, quem sabe um presidente de primeira linha.
    Quanto a Éder Militão ficam meus votos de boa sorte e sucesso.

  5. Boa noite tricolores!!
    Que se vá, se não ganhamos nada que ao menos não tenhamos ficado no prejuízo, desejo que faça todo o sucesso que mereça e quando estiver só o bagaço não venha declarando amor eterno ao São Paulo e, que a torcida são paulina o perdoe mas abrir as portas nunca mais.

  6. Negócio foi o melhor que o Administrador de ONG poderia ter feito, se continuar assim o Raí será logo um bom diretor de futebol e lhe mudo a alcunha. Agora precisamos de um volante bom para compor elenco.

    Quanto ao ingrato Militao, jogue esses 4 jogos honrando o salário e tudo que o SPFC fez por você e um até nunca mais!!! Por mim nunca mais vestirá essa camisa!!!!

    Ingratidão eu pago com desprezo!

    Bruno Peres, a bola está com você, tem tudo nas suas mãos para ser um ídolo aqui e sair na foto de campeão!!!

    • Raí é muito mais que um reles “Administrador de ONG”. É uma pessoa ética, confiável e justa. E sei perfeitamente o que digo. Há alguns anos, trabalhei na Vila Madalena, na mesma rua em que o Raí tinha a empresa dele (não sei se ainda é lá), e conheci bem (de almoçar junto) várias pessoas que trabalhavam com ele. Nunca ouvi uma reclamação dele, só elogios, em especial à honestidade dele. É bem fácil (e covarde) atacar pessoas gratuitamente, baseado apenas no desconhecimento. Talvez você prefira um Alexandre Matos da vida…

    • Vejo que você ou não foi competente o suficiente para passar na entrevista para o cargo de diretor de futebol ou não teve a coragem de ir aí Morumbi levar seu CV…. você é uma piada Danilo… Assim como o tal Beto que um dia sonhou ser técnico de futebol, você tem esse sonho frustrado de ser diretor de futebol, é lindo isso, mas já que faltou coragem ou competência sugiro a você que tente administrar sua casa primeiro 😉 fica a dica !

      • Agradeço por acompanhar meus comentários! E não administro só uma casa, mas também uma empresa e estou em vias de abrir outra. Abraços!!!

  7. Queria que alguém explicasse a comissão de 3 milhões de euros pro Bertolucci/Kia?

    Leco e sua turminha nunca decepciona. É sempre bom ajudar o empresário que sempre te ferra.

      • Ah tá, então tudo bem.

        Companheiro. O Porto pagou 7 mi de euros por todo jogador e o dinheiro foi praticamente dividido pela metade pro empresário que está um ano sacaneando o SPFC.

        Pagaram notinha na imprensa a semana inteira dizendo que prefeririam não receber nada e lutar pelo título do que receber a ‘migalha” de 6 mi e agora recebem 4 mi e estão todos conemorando?

  8. Dadas as circustâncias, foi um bom negócio.

    Eu duvido que administrador de perfumaria conseguiria um acordo tao bom quanto o “administrador de ong”…

    • Foi ótimo! O melhor q algum clube brasileiro conseguiu nessa situação na história do futebol brasileiro. Provavelmente o Sr. Natura aceitaria uns 2 mi. Até pq foi ele q vacilou por ñ negociar um novo contrato com o garoto lá no ano passado. Detalhe, o sccp “conseguiu” valor menor na venda do bom volante Maicon. Explico, embora o valor da venda do corintiano seja maior, o sccp ñ tinha 100% dos direitos nem ficou com qq porcentual. Aposto com qq um q no máximo em 2 anos, Militão será vendido por algo entre 40 e 50 mi de euros, rendendo mais 4 ou 5 mi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.