São Paulo vai reabrir investigações sobre comissão de R$ 18mi à Far East

O polêmico Caso Far East voltará à tona no São Paulo. O presidente Leco e seus diretores decidiram reabrir as investigações sobre a comissão de R$ 18 milhões que seria paga a uma empresa de Hong Kong pelo contrato de fornecimento de material esportivo assinado entre Tricolor e Under Armour, em 2015. Carlos Miguel Aidar, Julio Casares, Douglas Schwartzman, Oswaldo Vieira de Abreu e Leonardo Serafim, que assinaram o acordo, são os principais ameaçados com a reabertura do tema.

A intenção da diretoria é acabar com a ideia de que a sujeira possa ter sido varrida para debaixo do tapete. Vale lembrar que o Tricolor não pagou os R$ 18 milhões de comissão, porque o dono da Far East, que nunca se apresentou ao clube, apesar dos inúmeros pedidos dos conselheiros deliberativos, abriu mão do direito de ficar com o dinheiro.

É bem verdade o contrato não teria valor legal na Justiça brasileira porque foi assinado sem o aval do Conselho Deliberativo.

A nova investigação ocorrerá na Comissão Disciplinar, uma das novidades do estatuto do São Paulo, que só entra em vigor para valer após a eleição presidencial, em abril. Mas, desde a aprovação, o estatuto já vale em período experimental.

Aidar era o presidente, Casares e Schwartzman cuidavam do departamento de marketing, enquanto Serafim respondia pelo jurídico e Vieira de Abreu pelo financeiro. No ano passado, uma Comissão de Ética apurou o contrato e arquivou o caso sem apontar culpa para os dirigentes. Caso a Comissão Disciplinar encontre qualquer irregularidade, pode punir o quarteto com advertência, suspensão ou expulsão do quadro de conselheiros.

 

Fonte: Yahoo

5 comentários em “São Paulo vai reabrir investigações sobre comissão de R$ 18mi à Far East

  1. Paulo Pontes
    A Comissão de Ética , não sei por qual interesse, misturou a briga AIDAR X ATAIDE, com o espirito da investigação de TENTATIVA DE PAGAMENTO DE COMESSÃO.
    A conclusão da Comissão que analisou o caso, formada por 3 Conselheiros, chegou a uma conclusão totalmente diferente, que a Comissão de Ética NÃO CONSIDEROU.

  2. Paulo Pontes…. Há algo no ar. Aquele futebol de 7 não teve contrato com o SPFC, MAS, Mesmo assim, o SPFC FOI REPRESENTADO. Alguém ganhou $$. Não entrou no caixa do SPFC. Apure

    • Samira eu levantei esse caso com o vice-presidente Social Carlos Henrique Sadi há alguns meses, logo quando vi um jogo do São Paulo nessa categoria, transmitido pelo Esporte Interativo. Ele chamou um funcionário do Jurídico, cobrou explicações e ouvi deste funcionário que não havia nenhum contrato nem autorização para o uso da marca São Paulo. E garantiu que providências seriam tomadas. Acho que é um bom momento para sabermos se foram e quais foram.

  3. Conversa mole, cheira a querer voto de alguns dos envolvidos, Leco já se sente ameaçado com eleição, Natel candidato racha o grupo dele e o terceiro candidato que vai surgir ganha a eleição.
    Leco quer criar caso para abafar o episódio Jorginho Paulista que esta nos capítulos finais.
    Falei e disse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*