São Paulo terá reunião no dia 17 de dezembro para aprovar cobertura

O próximo passo para a construção da cobertura do estádio do Morumbi deverá ser dado no próximo dia 17 de dezembro. O Conselho do São Paulo tem até essa data para analisar as minutas dos contratos relativos à obra. Será realizada, então, uma reunião para aprovação das assinaturas dos compromissos com a Andrade & Gutierrez, construtora responsável.

Há algumas peculiaridades no acordo da cobertura, que foi anunciada há quase dois anos no salão nobre do Morumbi, mas desde então estava emperrada por emissões de laudos e permissões do poder público. Uma delas é que a obra só vai começar depois que todo dinheiro estiver captado. Ela está estimada em R$ 408 milhões.

Será aberto um plano a 50 investidores, mas apenas 20 farão parte efetivamente do projeto. O São Paulo alega que as conversas com tais empresas já foram iniciadas. Juvenal Juvêncio não quer correr o risco de ter de paralisar a obra por falta de dinheiro. O clube também aproveita para citar como exemplo, em tom de ironia, o fato de o estádio do Corinthians estar com 94% de suas obras concluídas mesmo antes do empréstimo do BNDES.

O valor atual é mais alto do que o divulgado inicialmente, cerca de R$ 300 milhões. De acordo com a diretoria, deve-se a uma alteração no projeto. O hotel que seria construído na região do portão 17 foi vetado pela prefeitura. Ele comprometeria a fachada do estádio. Em seu lugar, o São Paulo acrescentou dois estacionamentos com vagas para dois mil carros. No entanto, eles ainda precisam da liberação da prefeitura.

Como já divulgou o blog Bastidores F.C., o Morumbi deverá ficar fechado por cerca de oito meses na parte final da obra, que o São Paulo estima ser entre o fim de 2014 e o início de 2015. Juvenal não quer prejudicar a reforma, tampouco que os jogos da equipe sejam realizados em um visual que sugira caos. A ideia do clube é usar o Pacaembu neste período.

Recentemente, o candidato da situação à presidência na eleição de abril do ano que vem, Carlos Miguel Aidar, foi consultado sobre o projeto e deu o aval para que ele continuasse.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “São Paulo terá reunião no dia 17 de dezembro para aprovar cobertura

  1. Sabemos que a atual administração se mantem no poder por força de uma liminar, a ação que está em Brasilia, com sentença dizendo que todos os atos São NULOS retroativo a 2004, que todos os conselheiros vitalícios eleitos de abril de 2004 até hoje, todos os conselheiros eleito por voto diretor do associado, reunião do Conselho Conselho Deliberativo, contratos etc. também são ANULADOS. OBS.: A ATUAL adm. perdeu em todos as instanciais. ISTO POSTO, PERGUNTO, caso a sentença seja mantida em brasília, as construtoras vão ficar com o prejuízo? eles estão cientes disso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*