São Paulo tem primeiro turno melhor que no tri

O São Paulo já havia conquistado duas vezes o título simbólico do primeiro turno do Brasileirão, em 2006 e 2007, ficando com o Troféu Osmar Santos, oferecido pelo LANCE!, mas nunca com tantos pontos quanto nesta edição.

O time de Diego Aguirre chegou à metade da competição com 41 pontos. Com Muricy Ramalho, foram 38 pontos no primeiro turno de 2006 e 40 pontos no de 2007.

Em 2008, ano da conquista do tricampeonato, o Tricolor chegou a esta etapa do torneio com 33 pontos, em quarto lugar. No returno, porém, fez 42 pontos.

Compare a campanha atual com a dos turnos vencidos em 2006 e 2007:

QUEM GANHOU MAIS? 
O São Paulo de 2018 venceu 12 das 19 partidas do primeiro turno, mesmo número de 2007 e uma a mais do que em 2006.

QUEM PERDE MENOS?
O atual Tricolor terminou o turno com apenas duas derrotas, ambas fora de casa: 3 a 1 para o Palmeiras, no Allianz Parque, e 2 a 1 para o Grêmio, na Arena do Grêmio. Em 2006 e 2007, foram três derrotas na primeira metade do torneio. Fortaleza (1 a 0, no Castelão), Internacional (3 a 1, no Beira-Rio) e Santos (4 a 0, no Morumbi) foram os algozes de 2006. No ano seguinte, foram Náutico (1 a 0, nos Aflitos), Atlético-MG (1 a 0, no Morumbi) e Fluminense (1 a 0, no Morumbi).

NO MORUMBI, O BICHO PEGA
O São Paulo de 2018 conseguiu terminar o turno sem perder no Morumbi, algo que não aconteceu em 2006 e 2007. Foram sete vitórias e dois empates até aqui (85,1% de aproveitamento). Em 2006, porém, o aproveitamento foi maior: 90%, com nove vitórias e uma derrota. O time de 2007 foi mais instável como mandante na primeira parte do Brasileiro: seis vitórias, dois empates e duas derrotas (74% dos pontos). Houve ainda um empate no Morumbi com o Corinthians, mas na condição de visitante.

VISITANTE INDIGESTO
O São Paulo de Aguirre é o visitante que mais soma pontos no Brasileirão: cinco vitórias, três empates e duas derrotas. O time de 2007 era ainda mais letal: seis vitórias, dois empates (um deles no Morumbi, com mando do Corinthians) e só uma derrota longe de casa. Em 2006, ao contrário, o índice era menor: duas vitórias, cinco empates e duas derrotas.

O ARTILHEIRO
​Nenê e Diego Souza, cada um com sete gols, foram os goleadores do São Paulo no primeiro turno. Em 2006, o posto também foi dividido: Ricardo Oliveira e Lenilson marcaram cinco gols cada um. Em 2007, Borges foi o goleador da equipe com cinco gols.

QUEM FEZ MAIS GOLS?
​O Tricolor terminou o primeiro turno deste ano com 32 gols (perde para o Atlético-MG, com 36). Em 2006, também foram 32 gols na metade inicial do Brasileiro. Em 2007, foram apenas 24. Mas a defesa…

QUEM TOMOU MENOS GOLS?

O São Paulo terminou o primeiro turno com apenas sete gols sofridos em 2007. Neste ano, o time já levou 16. Em 2006, foram 21.

LÍDER POR QUANTAS RODADAS?
O São Paulo assumiu a liderança do Brasileirão de 2018 ao bater o Vasco por 2 a 1, no Morumbi, pela 17ª rodada. Em 2007, a primeira posição também veio na 17ª rodada, após vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, fora de casa – não saiu mais de lá até o fim do campeonato. Em 2006, o time experimentou a ponta após vencer o Fluminense por 1 a 0, pela nona rodada, perdeu o posto brevemente e o recuperou de forma definitiva ao bater o Figueirense por 2 a 1 na 12ª rodada – foi líder daí até a última rodada.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*