São Paulo tem briga acirrada entre zagueiros para o clássico

Nesta quinta-feira, o São Paulo ganhou mais um reforço para o clássico de domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro. Depois de servir a seleção equatoriana nos amistosos contra Jamaica e Guatemala, o zagueiro Arboleda se reapresentou no CT da Barra Funda e se colocou à disposição da comissão técnica para defeder o Tricolor no San-São. Apesar das dúvidas na montagem de sua equipe, o técnico Diego Aguirre não deve ter grandes dores de cabeça para definir os titulares na zaga.

No comando do São Paulo desde março, o treinador uruguaio ainda não definiu uma dupla de zaga titular. Na visão de Aguirre, o Tricolor possui quatro (Rodrigo Caio, Bruno Alves, Anderson Martins e Arboleda) excelentes zagueiros, todos com plena condição de assumir a vaga de titular. De fato, a comissão técnica tem dado oportunidades e mantido os bons números defensivos. Atualmente, o Tricolor é dono da quarta melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com 19 gols sofridos em 24 partidas disputadas.

– A gente mesmo fala entre nós todos se encaixam muito bem. Independentemente de quem joga o nível da zaga só aumenta. A gente tem uma união muito grande, um respeito enorme, uma amizade verdadeira, e isso reflete dentro de campo, com um ajudando o outro – explicou o Bruno Alves ao L! ao ser questionado sobre a disputa com seus companheiros de defesa.

Por conta disto, definir quais serão os titulares do São Paulo contra o Santos se torna tarefa ingrata. Titular do Tricolor nos últimos cinco jogos, Anderson Martins é o favorito para se manter na equipe. Bruno Alves, dono de um dos melhores rendimentos entre os zagueiros (veja números completos abaixo) disputa com Arboleda a outra vaga. Fora isso, Diego Aguirre ainda tem Rodrigo Caio à disposição. O jogador não entra em campo desde a segunda rodada do Brasileirão, mas é um nome importante no elenco.

Independentemente de quem entrar em campo da Vila Belmiro para encarar o Santos e brigar pela retomada da liderança do principal campeonato do país, os são-paulinos podem esperar muita entrega. Quem garante isso é Bruno Alves, um dos concorrentes pela vaga no time de Diego Aguirre no clássico.

– A gente tem muita raça, somos zagueiros que não desistimos facilmente do lance. É difícil você ver um de nós três sendo driblado. Nossa vontade faz a diferença – explicou o zagueiro, confiante de que o Tricolor terá mais uma boa atuação na temporada.

Os números do zagueiros do São Paulo sob o comando de Diego Aguirre:

Arboleda
23 jogos
2.055 minutos em campo
20 gols sofridos
0,87 gols sofridos por jogo
63,63% de aproveitamento dos pontos disputados
4 cartões amarelos

Anderson Martins 
19 jogos
1.695 minutos em campo
15 gols sofridos
0,79 gols sofridos por jogo
61,49% de aproveitamento dos pontos disputados
6 cartões amarelos
1 cartão vermelho

Bruno Alves 
23 jogos
2.019 minutos em campo
14 gols sofridos
0,61 gols sofridos por jogo
65,21% de aproveitamento dos pontos disputados
6 cartões amarelos

Rodrigo Caio 
6 jogos
576 minutos em campo
5 gols sofridos
0,83 gols sofridos por jogo
33,33% de aproveitamento dos pontos disputados
2 cartões amarelos
1 cartão vermelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*