São Paulo perde no Independência e não avança no Brasileiro

Em jogo dramático no Independência, o Atlético-MG voltou a fazer a valer o lema “caiu no Horto, tá morto”. Com um gol de Luan no segundo tempo, o time mineiro venceu o São Paulo, por 1 a 0, neste domingo, reagiu no Brasileirão e voltou ao G-4.  A derrota foi desastrosa para o tricolor paulista, que desperdiçou a chance de seguir no encalço do líder Cruzeiro e ainda caiu para o terceiro lugar.

O São Paulo foi ultrapassado pelo Internacional, que venceu o Fluminense por 2 a 1 e assumiu a vice-liderança, e agora é o terceiro com 49 pontos, Se vencesse, o time paulista ficará a quatro pontos do Cruzeiro, que foi derrotado pelo Flamengo por 3 a 0. O Atlético, que chegou a 47 pontos, assumiu o quarto lugar e encerrou sequência de duas partidas sem vencer na competição. Beneficiado pelas derrotas de Corinthians e Grêmio no sábado, voltou a figurar entre os quatro que se classificam para a Libertadores.

O São Paulo volta a jogar no próximo sábado, quando enfrenta o Bahia, às 18h30, no Morumbi, pela 29ª rodada doBrasileirão. O Atlético recebeu a Chapecoense, no mesmo dia, às 21h, novamente no Independência.

As fases do jogo: O São Paulo começou melhor e esteve perto de abrir o placar aos 8min. Depois de boa jogada de Osvaldo pela esquerda, Pato recebeu na área, passou pela marcação e finalizou, mas Victor salvou o Atlético. Errando passes e sem conseguir jogar em velocidade, como costuma fazer no Independência, o time mineiro pouco criou e deixou a torcida apreensiva. Envolvida pelo adversário, a equipe alvinegra cresceu nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 44min, Dátolo chutou forte de fora da área e Rogério Ceni rebateu a bola. Carlos pegou o rebote e chutou por cima do gol. O tricolor paulista voltou a levar perigo aos 46min, quando Michel Bastos arriscou de longe e o goleiro atleticano fez defesa providencial.

O São Paulo teve outra oportunidade no início do segundo tempo para sair na frente. Alan Kardec recebeu em velocidade, passou por Jemerson e tocou na saída de Victor. A bola saiu rente à trave direita. O Atlético, que voltou a encontrar dificuldade, conseguiu equilibrar a partida, principalmente depois da entrada de Cesinha e Marion. O time mineiro abriu o placar aos 26min. Depois de grande jogada de Alex Silva, Luan recebeu livre e tocou no canto direito de Rogério Ceni

O melhor: Luan – Sem Diego Tardelli, destaque atleticano, Luan assumiu aresponsabilidade, foi decisivo ao marcar o gol da vitória e mostrou a costumeira raça, roubando muitas bolas.

O pior: André – Substituto de Jô, que não foi relacionado após faltar ao treino, o atacante voltou a decepcionar, errou passes e finalizações e não foi perdoado pela torcida, que o vaiou na hora em que foi substituído por Marion, no segundo tempo.

Toque dos técnicos – Com muitos desfalques, Levir Culpi e Muricy Ramalho tiveram de se desdobrarem para escalar suas equipes. O treinador atleticano optou por uma formação com apenas um volante (Leandro Donizete), já utilizada emoutros jogos, e promoveu o retorno de Maicosuel, recuperado de lesão, e de André, como titular, na vaga de Jô. O técnico são-paulino apostou no trio ofensivo formado por Osvaldo Pato e Alan Kardec e contou com o reforço de Michel Bastos, suspenso por três jogos, mas liberado após o clube conseguir um efeito suspensivo.

Para lembrar:

Despedida de Ceni em Minas. O goleiro Rogerio Ceni, que se aposentará ao final da temporada, fez sua última partida em Minas Gerais. O ídolo são-paulino deu um forte abraço no amigo Levir Culpi antes do jogo no Independência – os dois trabalharam juntos no São Paulo. Ele escreveu o prefácio do livro do treinador atleticano, “Um burro com sorte?”, lançado recentemente pelo técnico.

Jô volta a faltar a treino. O atacante Jô não foi relacionado para a partida deste domingo depois de faltar ao treino de sábado e alegar que precisou resolver problemas pessoais. O caso será resolvida pela diretoria atleticana. Em agosto passado, o centroavante, que não marca gols há 22 jogos, faltou a um treino e não comunicou o clube. Na ocasião, ele foi multado em 40% do salário e reintegrado ao elenco.

Seleção desfalca os dois times. Atlético e São Paulo entraram em campo desfalcados neste domingo. Além de Jô e Guilherme, com dores musculares, o time mineiro não contou com Diego Tardelli, na seleção brasileira, e Douglas Santos, na seleção olímpica. O São Paulo perdeu Kaká e Souza, também para a seleção de Dunga, além de Ademilson, com a seleção olímpica, e o lateral Alvaro Pereira, com a seleção uruguaia. O tricolor não teve ainda Ganso e Paulo Miranda, por suspensão, e Lucão, Tolói e Rodrigo Caio, por contusão.

ATLÉTICO-MG 1 X 0 SÃO PAULO

Atlético-MG
Victor; Marcos Rocha, Edcarlos, Jemerson e Alex Silva; Leandro Donizete, Luan (Josué), Dátolo e Maicosuel (Cesinha); Carlos e André (Marion)
Técnico: Levir Culpi

São Paulo
Rogério Ceni, Hudson, Antonio Carlos, Edson Silva e Reinaldo; Denilson, Maicon (Boschilia), Michel Bastos e Osvaldo (Ewandro); Alexandre Pato (Luis Fabiano) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

Data: 12/10/2014 (domingo)
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Silva Teixeira (BA) e Adson Márcio Lopes Leal (BA)
Cartões amarelos: Denilson (SAO);
Gols: Luan, aos 26min do segundo tempo

Um comentário em “São Paulo perde no Independência e não avança no Brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*