São Paulo escolhe presidente hoje; entenda como funciona a eleição

O São Paulo escolherá na noite desta terça-feira o seu próximo presidente e também a mesa diretora do Conselho Deliberativo e representantes do conselhos de administração e fiscal. Ou seja, mais do que eleger uma pessoa para se sentar na cadeira da presidência até dezembro de 2020, vai definir cargos essenciais de governabilidade dentro do novo estatuto a ser implementado.

Abaixo, o GloboEsporte.com explica, detalhadamente, como será a eleição:

CANDIDATOS

DIRETORIA EXECUTIVA

  • Situação: Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco (presidente) e Roberto Natel (vice-presidente).
Carlos Augusto de Barros e Silva é o candidato à presidência do São Paulo pela situação (Foto: Divulgação)Carlos Augusto de Barros e Silva é o candidato à presidência do São Paulo pela situação (Foto: Divulgação)

Carlos Augusto de Barros e Silva é o candidato à presidência do São Paulo pela situação (Foto: Divulgação)

  • Oposição: José Eduardo Mesquita Pimenta (presidente) e Sergio Barbour (vice-presidente)
José Eduardo Mesquita Pimenta é o candidato à presidência do São Paulo pela oposição (Foto: Divulgação)José Eduardo Mesquita Pimenta é o candidato à presidência do São Paulo pela oposição (Foto: Divulgação)

José Eduardo Mesquita Pimenta é o candidato à presidência do São Paulo pela oposição (Foto: Divulgação)

CONSELHO DELIBERATIVO

  • Situação: Marcelo Abranches Pupo Barboza (presidente), José Alcantara Filho (vice), Antonio Peralta (1º secretário) e Homero Bellintani Filho (2º secretário)
  • Oposição: José Roberto Ópice Blum (presidente), Ricardo Haddad (vice), Leonardo Cuschnir (1º secretário) e Roberto Antonio Kirschner (2º secretário)

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

  • Situação: Adilson Alves Martins, Júlio Casares e Silvio Médici
  • Oposição: Danilo Decoussau, Eduardo Alfano, Jaime Franco, Sidney Costa Gonçalves, Silvio Antonio Cassiano, Sylvio Alves de Barros Filho

CONSELHO FISCAL

Candidatos: Artur dos Santos Couto, Augusto Silva Viola Alves, Danilo Cerignoni Bonamim, Flavio Angerami Marques Junior, José Carlos da Costa Moretti, José Edgard Galvão Machado, José Ignácio, Balsas de Oliveira Barreto, Juvenal Rodrigues Amaral, Leandro Alvarenga Miranda, Manoel Teixeira, Milton José Neves Junior, Moacyr Scardigno Prado Bittencourt, Rodrigo Sérvulo da Cunha Vieira Rios, Vinicius de Medeiros Cardoso Leite e Wanderson Martins Rocha

QUEM VOTA?

O São Paulo tem 240 conselheiros, mas uma cadeira está vaga desde a morte de Brasil Vita, sócio número 1 do clube, no último mês de março. Todos os demais estão aptos a votar.

QUE HORAS COMEÇA?

A primeira convocação será às 19h, e a segunda, às 19h30.

ONDE SERÁ?

No salão nobre do estádio do Morumbi.

COMO FUNCIONA?

Cada um dos conselheiros é chamado nominalmente a votar. São quatro cédulas:

  • DIRETORIA EXECUTIVA: cada conselheiro vota numa chapa (presidente + vice)
  • CONSELHO DELIBERATIVO: cada conselheiro vota numa chapa (presidente + vice + 1º e 2º secretários)
  • CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO: cada conselheiro pode votar em até seis candidatos, independentemente de serem de situação ou oposição
  • CONSELHO FISCAL: cada conselheiro pode votar em apenas um candidato

O VOTO É SECRETO?

Não. As cédulas contêm os nomes dos conselheiros. É possível saber em quem cada um deles votará.

APURAÇÃO

Primeiro serão contados os votos para o Conselho Deliberativo. O presidente eleito conduzirá o resto do processo, e a contagem dos votos para presidente e membros dos conselhos fiscal e de administração.

QUANTOS SERÃO ELEITOS?

  • DIRETORIA EXECUTIVA: a chapa (presidente + vice) que tiver mais votos
  • CONSELHO DELIBERATIVO: a chapa (presidente + vice + 1º e 2º secretários) que tiver mais votos
  • CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO: os três candidatos mais bem votados
  • CONSELHO FISCAL: os 10 candidatos mais bem votados (cinco para o órgão e cinco suplentes)

O QUE É O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO?

É um órgão criado no novo estatuto, aprovado em novembro do ano passado, composto por nove pessoas: o presidente, o vice-presidente, três membros independentes (podem ser remunerados e não podem ter vínculos políticos, administrativos ou de parentesco no presente ou nos 3 anos anteriores com qualquer membro do Conselho Deliberativo, do Conselho Fiscal, do Conselho de Administração, da Diretoria Eleita, da Diretoria Social ou da Diretoria Executiva), um membro eleito e indicado pelo Conselho Consultivo, dentre seus membros, e três membros eleitos e indicados pelo Conselho Deliberativo, dentre seus membros.

QUAL A MISSÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO?

Essencialmente, auxiliar na definição das metas de gestão e fiscalizar a diretoria. Caberá ao órgão a aprovação de currículos e remunerações, aprovação de contratos e documentos, escolha de auditores independentes, aprovação e controle do orçamento, entre outras metas de gestão a serem definidas, como limites de investimentos. Mas ele não tem interferência, por exemplo, em escolhas de jogadores ou treinadores. Isso caberá à diretoria executiva da área, assim como planos mais específicos de marketing, administração, finanças, e assim por diante. O Conselho de Administração servirá para referendar e dar os caminhos de gestão.

Um comentário em “São Paulo escolhe presidente hoje; entenda como funciona a eleição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*