São Paulo coloca bom momento à prova contra o Vasco

Luta contra o descenso e sonho pela vaga direta para a Copa Libertadores 2019. Esses são os objetivos colocados em jogo nesta quinta-feira, às 20h (de Brasília), em São Januário, no duelo entre Vasco e São Paulo. Enquanto os Cruz-Maltinos tentam fazer valer a força de São Januário para afastar de uma vez por todas qualquer risco de descenso, o Tricolor comandado por André Jardine segue em busca do tão sonhado quarto lugar, que garante a entrada já na fase de grupos da competição continental.

E como se não bastasse a situação complicada na tabela de classificação, o Vasco ainda conta com um histórico nada animador quando diz respeito ao enfrentamento com o São Paulo no “caldeirão” de São Januário. Isso porque, desde 2005, o time carioca não sabe o que é vencer o paulista dentro de seus domínios. Nesse período, foram oito jogos, sendo quatro empates quatro triunfos do tricolor.

Dono de 39 pontos e ocupando a 15ª posição, o momento do Vasco é bastante conturbado e preocupante. Isso porque, com a derrota para o Corinthians no último sábado, os Cruz-Maltinos ficaram a apenas dois pontos do América Mineiro, primeiro time na zona de rebaixamento. Justamente por isso, o objetivo é vencer o São Paulo e fazer valer a força de São Januário.

“O nosso pensamento está sempre em ganhar o próximo jogo, pois o Campeonato Brasileiro está sendo marcado pelo equilíbrio e temos que nos concentrar sempre no próximo adversário. Poderíamos ter vencido o Corinthians, dominamos boa parte do jogo, mas o resultado não veio e não adianta ficar lamentando. Temos que trabalhar para ganhar este jogo com o São Paulo, pois, isso acontecendo, vamos ter mais tranquilidade nos dois últimos jogos”, disse o meia Thiago Galhardo.

Em termos de escalação, o zagueiro Luiz Gustavo, recuperado de dores musculares na perna direita, reaparece improvisado na lateral direita no posto de Raul. O volante argentino Leandro Desábato assume a vaga de Willian Maranhã, suspenso por acúmulo de cartões amarelos.

Mesmo tendo retornado de amistosos internacionais com a seleção uruguaia, o goleiro Martín Silva deve ser preservado por conta da desgastante viagem e por não atravessar um grande momento. Fernando Miguel permanecerá debaixo do arco vascaíno. A grande novidade é o reforço do artilheiro argentino Maxi López, recuperado de um corte no pé direito. Ele entra na vaga de seu compatriota Andrés Ríos.

“O aspecto emocional em confrontos como esses e em momentos como esses acabam fazendo toda a diferença. A nossa equipe precisa entrar sempre concentrada e assim permanecer os noventa minutos. A gente tem capacidade e temos condições de nos livrar. Não conseguimos sair de uma partida e esquecer o que está acontecendo, pois carregamos essa pressão com a gente durante todos os momentos. Isso precisa ser sempre trabalhado”, ressaltou o goleiro Fernando Miguel.

São Paulo busca comprovar evolução sob o comando de André Jardine

Dois jogos, quatro pontos conquistados e um time mais íntimo da bola. Esse é o resumo do trabalho de André Jardine no São Paulo até então. Depois de estrear contra o Grêmio, rival direto pela vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores, e ficar no empate, o treinador viu seus comandados vencerem o Cruzeiro com um bom nível de atuação, principalmente no primeiro tempo.

E a ambição pela vaga direta é o grande objetivo tricolor na reta final de temporada. Para isso, porém, o clube do Morumbi não depende apenas de si e, mesmo se vencer os três jogos que restam, a começar pelo desta quinta contra o Vasco, precisa contar com um tropeço contra o Grêmio. Para o próprio treinador, inclusive, as três últimas rodadas serão cruciais para a definição ou não de sua permanência para 2019.

Para o duelo contra os Cruz-Maltinos, são certos ao menos quatro desfalques. Além de Gonzalo Carneiro, Joao Rojas e Luan, todos lesionados, Jardine não terá o zagueiro Bruno Alves, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra a Raposa e terá de cumprir suspensão. Como se não bastassem esses, o comandante tricolor ainda pode se ver sem Diego Souza, que não treinou nos últimos dois dias por conta de dores no joelho direito.

As alternativas, porém, ainda não foram confirmadas e devem seguir sob sigilo até o anúncio oficial da escalação, já que os treinos táticos da semana foram fechados. Na zaga, Rodrigo Caio e Anderson Martins disputam a posição de Bruno Alves, mas a tendência é de que o camisa três herde o posto, já que o ex-vascaíno não treinou na última terça por conta de uma amigdalite. No ataque, caso Diego seja mesmo desfalque, a tendência é que Tréllez volte ao time titular.

Além das mudanças forçadas, Jardine deve promover mais uma alteração, esta por opção técnica. Reserva no último domingo com dores nas duas panturrilhas, Helinho deve voltar ao time titular na vaga de Shaylon, que não se destacou contra o Cruzeiro. No demais, o São Paulo deve ter o mesmo time que vem entrando em campo nos últimos jogos, com um meio-campo formado por Jucilei, Hudson e Nenê.

Quem segue no time tricolor é o zagueiro Arboleda, que retomou de vez a condição de titular na defesa. E sobre o jogo contra o Vasco, o equatoriano preferiu enfatizar a boa fase do próprio São Paulo, comparando as situações vividas no fim da temporada de 2018 com a de 2017, quando o time do Morumbi brigou contra o rebaixamento.

“Felizmente vivemos um bom momento agora. Conseguimos a classificação, mas queremos o G4. Ano passado foi difícil, brigamos contra as últimas colocações e eu nem conseguia dormir direito. Estava preocupado. Mas sempre confiei que daríamos a volta por cima e as coisas iriam melhorar”, disse Arboleda.

FICHA TÉCNICA
VASCO X SÃO PAULO

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: Quinta-feira, 22 de novembro de 2018
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/SP)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)

VASCO: Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Leandro Desábato, Andrey, Thiago Galhardo, Yago Pikachu e Kelvin; Maxi López

Técnico: Alberto Valentim

SÃO PAULO: Jean; Bruno Peres, Arboleda, Rodrigo Caio (Anderson Martins) e Reinaldo; Jucilei, Hudson, Nenê; Everton, Helinho e Tréllez

Técnico: André Jardine

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “São Paulo coloca bom momento à prova contra o Vasco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*