São Paulo anuncia parceria no vôlei feminino com Barueri

“Um sonho”. Foi assim que José Roberto Guimarães definiu a parceria da equipe de Barueri com o São Paulo Futebol Clube para a temporada 2019/2020. Com uma base bastante jovem e nove atletas de Seleções Brasileiras – principal e de base – o time foi apresentado na tarde desta sexta-feira no estádio do Morumbi.

São-paulino, o técnico tricampeão olímpico falou sobre a emoção de comandar a equipe.

– Estar aqui é um motivo de orgulho, porque eu torço para o São Paulo, torço, sofro e leio sobre o time. Conheci vários jogadores do São Paulo, porque o time treinou em Barueri. Nunca estive em uma apresentação de um time da Superliga como estamos tendo hoje. Precisamos aproveitar a força do São Paulo para trazer o torcedor, e sei que ele reconhece, sabe que a gente vai lutar – analisou.

Um dos destaques da equipe será Lorenne, que se destacou na Liga das Nações, quando a Seleção conquistou a medalha de prata.

– A Lorenne eu acompanho há alguns anos. Talvez ela nem saiba, infelizmente ela ficou dois anos no nosso rival (Osasco), mas ela teve uma ascensão muito grande nesses últimos meses de trabalho. Ela mesmo me disse que chegou meio “rolicinha”, e já está com a musculatura diferente. Ela vai ter oportunidade de jogar efetivamente e mostrar do que é capaz. Nas categorias de base ela segurou uns rojões de decidir alguns jogos sozinha – elogiou o técnico.

– Um time jovem, que vai lutar muito para dar muitas alegrias ao nosso torcedor. É um time que tem muito a ser trabalhado. Temos três jogadoras da Seleção principal, mas também três do sub-20 e três do sub-18. São algumas dessas meninas que vocês vão ver nas Olimpíadas de 2024 e 2028. Queremos alçar voos mais altos e queremos contar com a torcida nos incentivando sempre, na vitória e na derrota.

Com um time de média de idade de 21 anos, Zé Roberto contará com outras duas atletas que conquistaram a prata na Liga das Nações: Mayany e Taynara.

O time de vôlei de Barueri, sob o comando de Zé Roberto, começou em 2016. A equipe conquistou o título da Superliga B em 2017, e foi vice-campeão paulista em 2018. Na Superliga, ficou em quarto e quinto lugar, respectivamente, nas duas últimas temporadas.

A participação do São Paulo aumenta a presença de clubes de futebol na Superliga Feminina na temporada 2019/202. O Flamengo conseguiu o acesso através da Superliga B, e o Fluminense já disputava o campeonato. No campeonato masculino, o Cruzeiro figura sempre entre os favoritos, e para esta temporada o Botafogo subiu de divisão e o América Mineiro fará parceria com o Montes Claros para disputar a Superliga.

São Paulo reforça esportes olímpicos

O time de vôlei comandado por José Roberto Guimarães é o segundo esporte olímpico em que o clube do Morumbi está investindo – além dele, a equipe terá representante no campeonato masculino do NBB, que terá 16 equipes.

– Seria muito importante que todos os times de massa do futebol tivesse times em outros esportes, seria um pecado não aproveitar o gancho do futebol, que é uma religião. É como um sonho. Na Turquia, eu pude dirigir o Fenerbahce. Quando ganhamos a Champions Legue da Europa, ficamos duas horas sem conseguir sair do aeroporto por causa de tantos torcedores que queriam celebrar com o time. É outro ambiente, é diferente. Tem muita gente que torce para o Barueri, e acho que essa torcida vai duplicar a partir de agora – disse Zé Roberto.

Presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, endossou.

– A decisão do São Paulo veio de um contato que tive com o Zé Roberto há quase um ano quando ele veio assistir a um jogo. Ficamos de conversar e chegou o momento. Ele desenvolveu ideias que batiam com filosofia para a parceria com São Paulo, e para nosso torcedor, tem um efeito extraordinário. Já temos um time de futebol feminino, um de basquete masculino – que vai disputar o NBB. Queremos mobilizar os torcedores, como aconteceu com o basquete no jogo final da Liga Ouro, com 3.000 pessoas torcendo.

Confira o elenco do São Paulo para a temporada 2019/2020

Diana (central)

Juma (levantadora)

Maira (ponta)

Thayane (levantadora)

Nyeme (líbero)

Lays (central)

Jheovana (ponteira-oposta)

Tai Santos (ponteira)

Lorenne (oposta)

Larissa (central)

Jacke (levantadora)

Carol (ponteira)

Moara (ponteira)

Mayany (central)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.