São-paulinos lamentam gol tomado de bola parada no fim do jogo

O São Paulo foi para o Rio de Janeiro com um time completamente reserva e quase conseguiu voltar com um empate na bagagem. Aos 44 do segundo tempo, Gum aproveitou cobrança de escanteio e garantiu a virada do Fluminense por 2 a 1. Na saída de campo, os são-paulinos lamentaram o gol sofrido.

– Nós não ficamos atrás esperando o Fluminense. Também tentamos a vitória e no fim, praticamente no último lance, tomamos o gol de bola parada – declarou Wellington, que foi capitão do Tricolor na ausência de Rogério Ceni.

Muricy Ramalho decidiu poupar todos os titulares de olho no jogo de quarta-feira, contra a Ponte Preta, pela semifinal da Copa Sul-Americana. O treinador escalou uma equipe desentrosada e com garotos, como Lucas Silva e João Schmidt.

Jadson, que perdeu o espaço na equipe principal para Paulo Henrique Ganso, iniciou a jogada do gol de Welliton. O camisa 10, além de ressaltar o vacilo no fim, disse que o desentrosamento dos reservas atrapalhou:

– Por falta de ritmo de jogo pesa um pouco. Mas tomamos um gol de bola parada. Não tem nem o que falar, agora é continuar trabalhando para terminar bem o Campeonato Brasileiro.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*