Renovação de Lugano faz São Paulo ter pressa para negociar Centurión

A renovação de Diego Lugano até dezembro, confirmada na segunda-feira pelo São Paulo, aumenta a preocupação da diretoria para negociar o atacante Centurión. A permanência do uruguaio faz com o que o Tricolor tenha sete estrangeiros no seu elenco, dois a mais que o permitido por partida pelo Regulamento Geral das Competições da CBF.

A diretoria acredita que ter até seis atletas estrangeiros, para cortar apenas um dos jogos, é uma situação administrável. Atualmente, o clube conta com os argentinos Lucas Pratto, Buffarini, Jonatan Gómez, o uruguaio Lugano, o peruano Cueva e o equatoriano Robert Arboleda, que assinou na segunda um acordo válido até o fim de 2020.

O empréstimo de Centurión ao Boca Juniors termina na sexta-feira, e, caso o atacante não seja comprado pelo time argentino, voltará ao Morumbi e será o sétimo da lista. Por isso, aumenta a pressa do São Paulo para vender o jogador.
O representante Alejandro Mazzoni terá uma reunião com o clube nesta semana para definir o futuro do atacante.

Os argentinos têm opção de compra por cerca de US$ 6,3 milhões (R$ 20,76 milhões), mas ainda não decidiram se pagarão a quantia. O atleta de 24 anos é herdeiro da camisa 10 de Tévez e foi um dos protagonistas no título argentino, conquistado semana passada. A taça, somada à confiança do técnico Guillermo Schelotto, ao apoio de companheiros e torcida, e ao desejo do próprio de Centurión de permanecer na Argentina dão esperança ao Tricolor.

O clube paulista espera receber ao menos 4,5 milhões de euros (R$ 16,6 milhões) pelo atacante. O dinheiro também serviria para ajudar na contratação do volante Jucilei, emprestado pelo Shandong Luneng, da China, até dezembro. Outra opção seria estender o empréstimo de Centurión com o Boca até o fim do ano. A ideia, contudo, não aguarda à diretoria tricolor, que, com a ajuda de Vinícius Pinotti, hoje diretor executivo, gastou mais de R$ 13 milhões para comprá-lo do Racing em 2015.

Caso a negociação com o Boca Juniors não ocorra do jeito que o clube espera, outra opção seria negociar o lateral Buffarini. Ele foi sondado pelos argentinos San Lorenzo e Boca Juniors, e o São Paulo está aberto a ouvir propostas, mas não chegou nada oficial às mãos da diretoria. Por isso, acertar logo a venda de Centurión ao Xeneize parece o caminho mais fácil para enxugar o número de estrangeiros do plantel.

 

Fonte: Lance

3 comentários em “Renovação de Lugano faz São Paulo ter pressa para negociar Centurión

  1. Thal Caló tem razão, Buffarini tem prestígio na Argentina. Por lá não entendem como ainda não foi utilizado na sua posição de origem. No entanto, nenhuma equipe hermana tem dinheiro para comprar Buffarini ou Centurión. A imprensa argentina acredita que Centurión fique, mas apenas por empréstimo. E o mesmo deve acontecer com Buffarini: ser emprestado.

    Pessoalmente, gostaria de ver os dois atuarem em suas posições pra ver se realmente não servem para o tricolor. Confesso, porém, que os melhores momentos do Centurión no campeonato argentino não inspiram confiança alguma que vá fazer mais do que fez na primeira passagem.

  2. Presidente merda…..Manda o Buffa ir passea e usa o Centurión..o cara é bom e bola dá uma chance pro cara …por mim ele ta jogando o dobro de qualquer atacante de ponta do Sao Paulo…diretoria muito lixo man….manda esse cara embora ele negocio o Petros pra torcida nao derruba o morumbi porq temho certeza que ele vendeu o Pogba Mendes….esse presidente tem que gerencia timinho pelo menos ele não vai derruba o que já tá caído….

  3. Eu acho que Buffarini não vai ficar no clube, seu prestígio na Argentina é muito grande e por isso em breve deverá ser vendido para um clube de lá.

    Centurión é outro que poderá ficar por lá, ou seja, ser contratado pelo Boca, mas pessoalmente eu gostaria de vê-lo novamente no SPFC, pois está jogando muito bem na Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*