Procurado para renovar com o Bayern, Rafinha quer voltar ao Brasil

O nome de Rafinha tem sido ligado a clubes do futebol brasileiro com frequência nos últimos anos, mas a possibilidade de o negócio enfim sair do papel nunca foi tão grande como agora. Aos 32 anos, o lateral-direito está em sua 13ª temporada na Europa e tem contrato até o meio de 2018 com o Bayern de Munique. Em entrevista por telefone ao GloboEsporte.com, ele revelou que os alemães lhe fizeram proposta de renovação por dois anos. No entanto, disse sentir que o ciclo no Velho Continente está próximo do fim e admitiu a intenção de retornar ao Brasil.

Rafinha em ação pelo Bayern de Munique nesta temporada (Foto: Stanley Chou / Getty Images)

Rafinha em ação pelo Bayern de Munique nesta temporada (Foto: Stanley Chou / Getty Images)

– Tenho muita vontade. Cheguei com 18 anos e estou com 32, passei uma vida aqui. Tenho passaporte alemão, criei raízes e tenho um carinho muito grande pela Alemanha, que é minha segunda casa. Mas sinto que está na hora de eu tentar outra coisa, buscar um novo desafio – disse, para em seguida dar ainda mais otimismo aos clubes brasileiros interessados em seu futebol.

Os times do Brasil com certeza podem ter esperança. Essa possibilidade (de retornar ao futebol brasileiro) existe

– Minhas filhas estão morando no Brasil, meus irmãos e minha mãe, que está cobrando para eu voltar. Ela já tinha pedido no ano passado. E eu também quero ficar perto das minhas filhas, esse é um dos fatores mais importantes para eu voltar ao Brasil. Se for da vontade de Deus e tudo der certo, por que não? Ganhei todos os títulos aqui na Europa, então acho que é o momento de eu começar a amadurecer essa ideia de voltar, sim – completou.

O lateral participou de 14 dos 18 jogos do Bayern desde agosto, 9 como titular (Foto: Stanley Chou / Getty Images)

O lateral participou de 14 dos 18 jogos do Bayern desde agosto, 9 como titular (Foto: Stanley Chou / Getty Images)

Rafinha também tem propostas de dois clubes gigantes da Europa – um deles é o Chelsea. Ainda assim, mostra-se bastante interessado na possibilidade de voltar ao país de origem. No Brasil, por sinal, são muitos os interessados. Recentemente, Cruzeiro e São Paulo procuraram o jogador. Mas ele não cita nomes e, por respeito ao Bayern, evita entrar em detalhes. A decisão deve sair ainda em 2017.

– Tenho uma proposta do Bayern para renovar contrato por dois anos e algumas propostas de grandes clubes do futebol europeu e do futebol brasileiro. Mas estou evitando falar sobre isso agora. Minha cabeça está no Bayern, que é um dos maiores clubes do mundo. Não tenho nada certo nem apalavrado com ninguém.

Vou conversar com o Bayern no próximo mês para resolver meu futuro

Rafinha foi revelado pelo Coritiba, por quem guarda grande carinho. E o Coxa está nos planos do lateral-direito para o futuro. Mas a tendência é que, retornando ao Brasil, ele primeiro atue por alguma outra equipe.

Rafinha começou no Coritiba e quer encerrar a carreira no clube (Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal)

Rafinha começou no Coritiba e quer encerrar a carreira no clube (Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal)

Vou encerrar minha carreira no Coritiba, isso é fato. É o time que me revelou e que me abriu as portas no futebol, meu time do coração

Outra coisa que está nos planos de Rafinha é a Copa do Mundo da Rússia. A seu favor, o fato de ter uma carreira de sucesso no futebol europeu e estar com espaço no Bayern nesta temporada – participou de 14 dos 18 jogos do time, nove como titular. O paranaense teve chance com Tite nos amistosos com Austrália e Argentina, em junho, e tem confiança em disputar o Mundial. Na posição, a Seleção atualmente tem Daniel Alves como titular absoluto – Danilo, do Manchester City, é o reserva da vez. Fagner, do Corinthians, é outro concorrente de Rafinha.

Rafinha comemora um dos gols de Diego Souza contra a Austrália, em junho (Foto: Reuters)

Rafinha comemora um dos gols de Diego Souza contra a Austrália, em junho (Foto: Reuters)

Rafinha comentou ainda a recente troca de treinador que houve no Bayern: Carlo Ancelotti foi demitido após a derrota por 3 a 0 para o Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões, e Jupp Heynckes deixou a aposentadoria para voltar ao comando do time. O lateral garantiu que Ancelotti era adorado por todos no clube e não tinha problemas com alguns jogadores, ao contrário do que foi noticiado pela imprensa alemã.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*