Privacidade e tranquilidade: entenda por que o São Paulo se trancou no CT

O São Paulo resolveu se fechar no CT da Barra Funda para realizar uma espécie de pré-temporada até o clássico contra o Palmeiras, marcado para o dia 7 de setembro, na arena alviverde.

Como já fez nesta terça-feira, o elenco tricolor também treinará em dois períodos até sexta, quando a imprensa poderá entrar no CT no período da manhã – até lá, tudo fechado.

Para muitos, pode parecer uma atitude desesperada. Para a diretoria tricolor, foi a maneira encontrada para ter privacidade e ao mesmo tempo tranquilidade para trabalhar.

Entenda os motivos que fizeram o Tricolor a tomar essa atitude:

Privacidade e ideia de fechar antes da invasão

A ideia de fechar os treinos existia antes da invasão ocorrida no último sábado, quando torcedores entraram no CT para protestar contra a má fase do time e agrediram Carlinhos, Wesley e Michel Bastos.

Nas conversas entre diretoria e comissão técnica, também cogitou-se levar os atletas para o CT de Cotia, onde ficariam hospedados, ou para uma concentração em outra cidade, coisa que o São Paulo não faz há muito tempo.

A ideia foi descartada por conta do lado pessoal dos jogadores, constantemente submetidos a pressão, viagens e partidas longe de casa, o que já os afasta do convívio dos familiares na maior parte do tempo. Optou-se, então, por dobrar o período dos treinos, controlar a alimentação dentro do CT e liberá-los pela noite, quando podem retomar a vida pessoal. Após o episódio de sábado, diretoria e comissão decidiram que era o momento de fechar.

– Definimos uma programação especial para a semana por acreditarmos que o momento pede foco total no trabalho. Os treinos fechados em dois períodos permitirão à comissão técnica extrair o melhor do elenco. Dessa forma, aproveitamos este raro período sem jogos, conciliando atividades intensas com o convívio familiar pelos atletas, o que também é importante em um calendário de jogos tão apertado ao longo da temporada. Avaliamos, assim, que haverá benefício esportivo – afirmou o diretor de futebol do clube, José Jacobson Neto.

Chance a Ricardo Gomes de conhecer o elenco

Ricardo Gomes São Paulo (Foto: Ana Luiza Rosa/saopaulofc.net)Ricardo Gomes ainda não venceu com o São Paulo desde que retornou ao Tricolor (Foto: Ana Luiza Rosa/saopaulofc.net)

O time treinou na tarde desta terça-feira e trabalhará em dois períodos na quarta, na quinta e na sexta. Folgará no sábado e voltará ao batente na manhã de domingo. Além disso, os atletas vão fazer as refeições no CT da Barra Funda. Dentro de campo, será a chance para Ricardo Gomes conhecer melhor os jogadores, testar novidades e buscar melhorias na equipe. Fora das quatro linhas, a leitura é que esse contato constante aumentará a cumplicidade entre jogadores e comissão técnica, sem o olhar das câmeras da imprensa que poderiam inibir eventuais cobranças mais fortes.

Diagnóstico e expectativa pela evolução

Michel Bastos São Paulo (Foto: Erico Leonan - Site oficial do São Paulo FC)Michel Bastos caiu muito de rendimento após a Taça Libertadores  (Foto: Erico Leonan – Site oficial do São Paulo FC)

Enquanto a diretoria trabalha para reforçar a equipe, a comissão técnica aposta nesse período para fazer o time reagir no Campeonato Brasileiro. Hoje, a diferença para a zona de rebaixamento é de apenas quatro pontos. Nas últimas dez partidas, a equipe só venceu uma. Nem dentro de casa o time se acerta e tem fraco aproveitamento. Por isso, com sete dias de trabalho pela frente, a expectativa é pela evolução.

Na avaliação dos dirigentes, o momento do São Paulo é ruim porque houve uma queda técnica grande de muitos jogadores. Poucos estão rendendo o seu normal. A troca no comando técnico, de Edgardo Bauza para Ricardo Gomes, também atrapalha. O trabalho do novo comandante não ganhou forma e não há uma ideia de time completamente formatada. Mas como esses mesmos atletas deram uma resposta positiva na Taça Libertadores da América, a expectativa é que isso aconteça novamente.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*