Pressionado, São Paulo se prepara para visitar 4ª melhor zaga

O Goiás talvez não seja o adversário ideal para o São Paulo tentar se recuperar depois da derrota para a Chapecoense, no Morumbi, quando a retranca visitante resultou em uma única chance (convertida) para os catarinenses. Pressionado a vencer  para diminuir o prejuízo em casa, o time paulista terá pela frente uma das melhores defesas da competição nacional.

Em 11 partidas disputas até aqui no Brasileiro, a equipe alviverde foi vazada somente sete vezes, mais apenas do que Grêmio (cinco), Corinthians e Santos (ambos com seis). Uma média de menos de um gol sofrido por partida. Em sete rodadas, incluindo as últimas cinco, a defesa não levou nenhum.

O desempenho como mandante especificamente é ainda melhor. Foram somente dois gols sofridos, ambos no empate por 2 a 2 com o Santos. Em casa, o Goiás ainda não perdeu, invencibilidade que conta ainda com mais dois empates e duas vitórias.

Os bons números defensivos do adversário preocupam o técnico Muricy Ramalho, principalmente depois da dificuldade encontrada pelo time no sábado passado, frente à Chapecoense. Na segunda-feira, o volante Souza também demonstrou preocupação com a dificuldade de furar a marcação e pediu opções táticas para os jogos futuros.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Souza observa Kaká, que poderá ajudá-lo no meio-campo diante do Goiás, no domingo, em Goiânia

“Contra equipes maiores, como Cruzeiro, Atlético-MG e Botafogo, conseguimos jogar. Contra as menores, tivemos um pouco de dificuldade. O que temos que encontrar é essa alternativa para furar essa retranca”, disse o jogador, ciente de que a qualidade do elenco, cada vez mais estrelado, exige soluções rápidas em busca das primeiras colocações.

 

“Nosso elenco é forte, se preparou, a diretoria contratou, temos um dos elencos mais caros do Brasil, senão o mais caro. Temos que fazer por onde”, acrescentou o camisa 5, que poderá ter a ajuda de Kaká para passar pelo meio-campo rival – o reforço teve seu contrato regularizado, evoluiu bem fisicamente e está à disposição de Muricy para estrear na capital goiana.

Com 19 pontos ganhos, o São Paulo pode voltar ao G-4 da competição em caso de vitória sobre o Goiás. Se perder, porém, a distância para o líder Cruzeiro pode chegar a nove pontos.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Pressionado, São Paulo se prepara para visitar 4ª melhor zaga

  1. Eu so’ queria ver implantado no SAO PAULO,
    a mesma tatica que nossos vizinhos usam quando jogam em casa,
    na’o importa se sao nuestros hermanos argentinos, paraguaios ou mesmo
    chilenos ou bolivianos, nao importa com quem joguem,
    eles partem pra cima, muita correria, vontade e raca,
    e fazendo ou nao o resultado seus torcedores ficam felizes.
    Ontem vi o San Lorenzo meter cinco no Bolivar,
    coisa que seguramente nosso time faria no Chapecoense, Ponte,
    ou mesmo o Penapolense, mas infelizmente a tiricia e’ tanta
    que desaprendemos jogar em busca do gol adversario
    e estamos jogando como KARANGUEJOS, sem objetividade,
    haja vista que nossos atacantes e armadores so’ defendem,
    ou se revisa esse procedimento ou na’o chegaremos a lugar nenhum.
    Regredimos, apenas atraimos nosso adversario.
    E’ por essa e mais outras que nuestros hermanos estao invadindo
    nosso mercado e sulamericano.
    As licoes da kopa na’o foram suficientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*