Pressionado, Dorival assume a culpa por derrota e rendimento ruim do SP

A pressão é grande sobre Dorival Júnior. Nesta quarta-feira (21), após o 2 a 1 para o Ituano, o São Paulo sofreu a segunda derrota consecutiva no Campeonato Paulista. O comandante, que depois de ver o Tricolor perder para o Santos por 1 a 0 no clássico de domingo, falou que “treinador não faz gol”, desta vez assumiu toda a culpa pelo resultado negativo.

“A derrota é coletiva. O responsável é o treinador e não vou fugir da responsabilidade jamais. Não fizemos uma boa partida, diferente de domingo, tenho de reconhecer isso. Mas jamais vou deixar de pontuar que o responsável é o treinador e não os jogadores. Foi uma partida bem abaixo do que poderíamos. Há uma indignação de todos nós no vestiário com isso”, disse Dorival.

Apesar da situação, o treinador disse encarar com tranquilidade a pressão.  “Volto a dizer que jamais vou responsabilizar jogadores, pressão tem em qualquer situação. Jamais fugo das minhas responsabilidades e sei que ainda podemos crescer muito. Existe uma indignação de todos pelo que podemos produzir e pelo que apresentamos. Mas existe uma consciência e confiança de que podemos sair dessa situação”, completou o técnico.

O treinador acredita que conta com o apoio do presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e dos dirigentes do departamento de futebol: “Sinto apoio e estão acompanhando trabalho no dia a dia. Graças a Deus, estão muito atentos ao que acontece no dia a dia. Passamos por momento bem mais difícil ano passado no São Paulo. Trago uma situação passada porque fizemos semanas seguidas com jogos sem poder treinar. Na virada do turno teria outra postura e isso aconteceu. Como falei que haveria oscilação nesse começo de ano. Teremos que enfrentar”.

A próxima partida do São Paulo está marcada para domingo, às 17h, contra a Ferroviária, no Morumbi. Dorival confia que o time logo começará a render frutos. “Podem esperar que ainda teremos coisas boas. O time jogou muito domingo, mas não fez o resultado. É o que falo: estamos oscilando como todos times e deixando resultados pelo caminho. No vestiário falamos: não tem momento nem como mensurar derrota, mas ainda tínhamos uma gordura. Espero mudança de comportamento rápida e tenho convicção no trabalho, por isso sei que as coisas vão acontecer. Não tenho dúvidas que vamos alcançar o equilíbrio”.

 

Fonte: Uol

6 comentários em “Pressionado, Dorival assume a culpa por derrota e rendimento ruim do SP

  1. Nao adianta nada assumir culpa ele ou jogadores, o que tem que acontecer é a reação na proxima partida, depois da derrota ridicula para o Santos o time ja deveria dar resposta contra o Ituano pq um time pequeno modesto e etc, e so tinha 1 vitoria, independente dos nossos jogadores serem lentos e etc do time do sao paulo nao se pode dar o luxo de ficar perdendo jogos, empatando jogos bobos sem reacao, independente do treinador ser ou nao porcaria os jogadores todos sem excessao tem que mostrar e honrar o manto e honrar o baita salario no fim do mes que recebem, cade o lider desse time em campo para dar uma puxada de orelha em todos, muito ridiculo isso, acho que depois que o Rceni sai nao existiu mais lider no time, é uma casa da mae joana.
    E o sao paulo que abra o olho pq pode ficar fora da outra fase do paulista e ser desclassificado na copa do Brasil.

    • Esse time tem cacique demais e índio de menos. Nenê, Cueva, Diego Souza, Petros, Hudson, Jucilei, Rodrigo Caio e Sidão, são todos candidatos à cacique. Está faltando mais índios com pintura de guerra nesse time.

  2. O Ituano foi mais time, mais organizado, e isso é resultado do trabalho dos técnicos. Como o técnico do Ituano ganha muito menos e trabalha com elenco mais modesto, toda argumentação do Dorival cai no ridículo.

    Estava prevendo oscilações contra times menores? Então não deveria ser técnico do SPFC. Ano passado superou dificuldades? Mentira: foi salvo pelo Hernanes e os números provam isso. Sem os gols e assistências do Hernanes (resultado exclusivo da qualidade técnica do atleta), o time teria afundado, como está afundando agora.

  3. Quando está atacando o Rodrigo Caio fecha mais à esquerda, Arboleda centralizado e Militao na direita. Pra defender o Júnior volta, pra fazer a lateral e Rodrigo volta pra zaga. Petros volta pro meio ao lado do Jucilei.

    O time não é tão ruim no papel, mas falta velocidade.

  4. Pegou mal o comentário depois do clássico…
    Agora assumiu a culpa pra ver se os jogadores voltam a jogar com ele.

    Treinador tem que ter personalidade. Nene e Cueva não podem sair jogando juntos é óbvio… sem velocidade não se criam jogadas de gol. Valdivia e Júnior Tavares na Esquerda. Marcos Guilherme e Petros na direita. O Militao praticamente não apoia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*