Pratto compreende pichação: ‘Time atravessa pior momento da história’

Na madrugada desta quarta-feira, os muros do CT da Barra Funda apareceram com a pichação “Nós apoiamos, mas a paciência acaba”. Funcionários tiveram o cuidado de limpar o ato de vandalismo antes da chegada dos jogadores, que se reapresentaram pela manhã, mas a mensagem é completamente compreendida por Lucas Pratto, consciente da situação do São Paulo.

– A torcida está com todo direito de protestar. O time atravessa o seu pior momento da história, no nível esportivo. Temos de trabalhar para sair dessa situação. Só trabalhando e colocando na cabeça que precisamos ganhar a maioria dos jogos possíveis para a situação ficar mais tranquila.

Os torcedores têm aparecido: nas três últimas partidas no Morumbi, foram estabelecidos os recordes de público desta edição do Campeonato Brasileiro, e cerca de 18 mil pessoas foram ver o treino de sábado no estádio. Ainda assim, o time ocupa a penúltima posição e frequenta constantemente a zona de rebaixamento.

Mas Pratto, escolhido para dar entrevista coletiva na reapresentação do time nesta quarta-feira após dois dias de folga, não teme cair. O argentino confia que Dorival Júnior aproveitará os dez dias de treino para ajustar o time que enfrenta a Ponte Preta, no dia 9, no Morumbi, e ter um resultado melhor do que a derrota por 4 a 2 para o Palmeiras, no último domingo.

– Trabalhar é sempre bom, e o Dorival sabe bem o que estamos falhando para montar um time sólido, que não sofra todas as vezes em que o rival nos atacar. E continuar tentando fazer as coisas bem no ataque, que está funcionando, porque o time está sempre fazendo um ou dois gols por jogo. Temos de melhorar coletivamente, na parte do comportamento defensivo. Estou com a confiança plena de que vamos sair dessa situação – disse, atuando como uma espécie de psicólogo para o elenco.

– Talvez a maioria dos meninos esteja com a autoestima e a confiança baixa. Mas eu e Hernanes estamos falando todos os dias para que a confiança esteja lá em cima e todos acreditem em si mesmo. Todos têm qualidade muito boa para jogar. Se eu soubesse a solução, falaria para todos. Estamos tentando fazer com que os companheiros que estão com menos confiança ou não estão conseguindo sair dessa situação difícil no momento melhorem.

Bem da cabeça

Lucas Pratto está bem depois de receber pancada na cabeça e desmaiar no clássico de domingo, contra o Palmeiras, mas ainda não tem liberação para trabalhar no campo. O camisa 9 realizou treinos leves no Reffis nesta manhã de quarta-feira e passará por um teste de raciocínio antes de poder se exercitar sem restrições.

O jogador fez treinamento com peso e na bicicleta, e repetirá a programação na manhã de quinta-feira. Na tarde de quinta, fará um teste de agilidade de raciocínio, chamado de exame de concussão. Se for aprovado, treinará na sexta-feira com o elenco, mas sem contato físico.

A expectativa é de que o argentino volte a treinar sem nenhuma limitação na segunda-feira e não seja desfalque contra a Ponte Preta, no dia 9. Uma rápida recuperação para quem ficou desacordado por cerca de um minuto no domingo após acertar a cabeça no joelho de Hernanes, saiu do campo do Allianz Parque de ambulância e ficou 24 horas internado, em observação.

– Com a força que foi a pancada e como foi a situação, deixando todos preocupados, quero agradecer a Deus. Não tenho nenhuma lesão grave nem nada. Só precisarei ficar quieto por alguns dias para que a cabeça volte a se estabilizar um pouco. Estou sem dor de cabeça nem na coluna, só no pescoço, mas é muscular, nada grave. Só quero agradecer aos médicos, que me ajudaram muito, e a todos que ficaram preocupados e pediram a Deus para que ficasse tudo bem – disse Pratto, que apareceu no campo para atender a imprensa e se recorda bem da jogada em que se machucou.

– Lembro de tudo, não tive amnésia nem nada, o que é bom. A última coisa que lembro é que alguém chutou, acho que foi o Willian, peguei a bola, levantei a bola, a vi voltando e, quando fui afastar de novo, apaguei. Depois, acordei no gramado com o doutor (José) Sanchez e meus companheiros tentando me ajudar – falou o argentino.

 

Fonte: Lance

9 comentários em “Pratto compreende pichação: ‘Time atravessa pior momento da história’

  1. paulo pontes assim que terminar a analise da tabela coloco aqui para você colocar a disposição do site ou em um editorial ou em outro lugar

    precisamos de 8 vitorias e vamos busca elas ,esse tem que ser o foco

    sem desespero e com a cabeça no lugar vamos sair dessa situação se deus quiser

    abraços pra você

  2. Esses são os 8 jogos que o soberano tem que ganhar de todo jeito

    (ponte preta (C), vitória (f) sport(C) atlético –go (f) chapecoense (C) botafogo (C) Curitiba (f) Bahia (C)

    Caso perca ou empate com algum desse terá que ganhar dos outros mais forte , caso ganhe de algum fora dessa lista diminuir aqui ok

    Todos juntos para salvar o soberano

  3. Ouço impressa falando que precisam de psicologia nessas oras….

    Me poupem, recebem em dia e muito bem por sinal, melhores condições para treinarem com médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, campos e por ai afora e ai me veem com essa de “psicologia”….

    Fora Dorival…..

  4. Mais de 45 dias com esse técnico BUNDÃO e nada melhorou como alguns aqui diziam no ato da contratação do Dorival, pelo contrário, estamos mais afundados ainda na zona da degola….

    Portanto, fora Dorival e seus amiguinhos…….

    Torcida da capital, comecem a fazer pressão em cima de presidente/diretores e conselheiros vendidos porque senão, a coisa vai ficar mais feia que já está!!

  5. Sabemos das nossas limitações contra time grande temos que jogar fechado igual time pequeno e contra time pequeno em qualquer estádio temos que jogar como time grande pra escalar o time não é difícil temos primeiro que tirar urgente os dois laterais do meio campo cueca temos que jogar 4-4-2 fechar primeiro o pensamento não tomar gols e depois com sabedoria tentar brigar uma ou duas pra definir se continuar assim meus amigos já podemos nos preparar para disputar sério B ano que vem poooo aqui é São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*