Osvaldo, Pabon e Luis Fabiano decidiram o clássico. Onde o Pato vai entrar?

O São Paulo venceu o Corinthians por 3 a 2 com seus três atacantes cumprindo papeis fundamentais. Com Alexandre Pato pronto para estrear na próxima quarta, contra o CSA, pela Copa do Brasil, Muricy Ramalho terá um problema considerável para montar seu time titular.

“Chega na hora dou um jeito, mas ele precisa jogar. Só tem esse jogo. O que sair volta para jogar o Paulista. E nosso ambiente está muito bom, eles estão entendendo isso. Os que estão fora têm de trabalhar duro”, disse Muricy Ramalho em entrevista coletiva.

A importância dos titulares atuais na quebra do tabu em clássicos, que já se arrastava desde o fim de 2012, é nítida. Luis Fabiano marcou o segundo gol com uma assistência de Pabon. Já Osvaldo foi o responsável pelo cruzamento para Rodrigo Caio no gol da vitória.

Luis Fabiano está em grande fase, é o artilheiro do Paulista com nove gols, o líder em finalizações certas da competição e, por tudo isso, dificilmente sairá. A tendência, então, é que Pato se encaixe em uma das duas pontas. Pelos números, então, o maior candidato é Pabon.

Osvaldo perde para o colombiana em número de chutes certos (7 contra 9), mas ganha em dribles (25 contra 4), assistências para gol (5 contra 3) e cruzamentos (13 contra 7). Nos dois últimos quesitos, inclusive, é um dos destaques do Campeonato Paulista – é o nono que mais passa para os companheiros marcarem e terceiro que mais manda bolas na área, segundo o Footstats.

“O Osvaldo voltou a jogar. Não sei se foi o nascimento do filho. O ser humano tem de estar feliz. Eu senti que ele estava agoniado, desconfiado. Teve o problema de sai ou não sai. Nasceu o filho e ele está muito feliz. Voltou a correr muito, ajuda demais no corredor, está chegando na frente”, disse Muricy Ramalho.

A partida entre São Paulo e CSA ocorrerá na próxima quarta, às 22, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*