Opositor do São Paulo acusa Juvenal de ‘se esconder atrás do uísque’ e de criticar Leão

O conselheiro da oposição, Edson Lapolla, derrotado na última eleição presidencial no São Paulo, atribuiu a Juvenal Juvêncio a culpa pela eliminação do time na Copa do Brasil após derrota para o Coritiba, 2 a 0, quarta-feira, em Curitiba. O oposicionista acusa Juvenal de “se esconder atrás do uísque” em meio ao jejum sem títulos do clube, que não ganha uma taça desse 2008.

Lapolla contesta o modo com a diretoria conduz o futebol, afirmando que Juvenal Juvêncio criticou duramente o trabalho de Emerson Leão em reunião do conselho, no sábado.

“O São Paulo lamentavelmente perde mais uma decisão importante e o Juvenal continua alcoolizado e se escondendo atrás do uísque. Não existe respeito dos jogadores com a diretoria. Como é que um funcionário vai respeitar um chefe que assumiu ilegalmente o comando, que dá entrevista alcoolizado e que fica cuidando de sua fazenda enquanto o clube sofre. Nem em borracharia existe tanta desorganização”, criticou Lapolla.

UOL Esporte entrou em contato com a assessoria do São Paulo para contato com Juvenal Juvêncio. Mas a delegação tricolor está em voo de Curitiba a São Paulo.

Sobre Emerson Leão, Lapolla diz que Juvenal discorda do trabalho do técnico.

“O Juvenal disse na reunião do conselho no sábado que não concorda com o trabalho do Leão. Agora o time é eliminado e a diretoria fala que o Leão tem respaldo do clube. Se ele não concorda com o Leão, porque não muda?”, indaga.

Segundo o opositor de Juvenal, a torcida do São Paulo e a oposição também são responsáveis pelos maus resultados do clube nos últimos anos.

“A inércia da oposição, que não tenta mudar o quadro atual na diretoria, e a inércia da nossa torcida, que não protesta, aumentam essa sensação de poder do Juvenal. Ele inclusive vai mudar o nome dele no cartório para Juvenal ‘Narciso’ Juvêncio”. É um narcisista”, atacou Lapolla.

Fonte: Uol

2 comentários em “Opositor do São Paulo acusa Juvenal de ‘se esconder atrás do uísque’ e de criticar Leão

  1. O Leão nem deveria ter sido contratado. Insisto nessa tese porque o erro não é mantê-lo e sim o de contratá-lo. É um técnico em curva descendente, em declínio técnico. Seus trabalhos mais recentes em Goiás e Atlético Mineiro por si só explicam essa decadência. Errou a Diretoria quando o contratou. Perdemos tempo e títulos. Quanto ao Juvenal…nada a comentar pois o assunto está na justiça. Resta o caráter moral e ético cujo julgamento é do conhecimento de todos.

  2. CONCORDO COM O LAPOLA , A INERCIA DA TORCIDA QUE NUNCA PROTESTA.

    A INERCIA DA OPOSIÇÃO QUE NÃO TEM FORÇA PARA ARRANCAR O JUVENAL DO PODER.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*